Glyn Kirk/AFP
Glyn Kirk/AFP

Melo e Soares avançam às semifinais do Masters de Paris; Nadal vence de virada

Com suas duplas, brasileiros podem ser enfrentam na decisão; espanhol supera Pablo Carreño Busta

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de novembro de 2020 | 18h00

Os brasileiros Bruno Soares e Marcelo Melo venceram mais uma nesta sexta-feira e, com seus respectivos parceiros, avançaram às semifinais do Masters 1000 de Paris, na França. Pela chave de simples, o espanhol Rafael Nadal sofreu, mas venceu de virada e foi às semifinais.

Formando a dupla cabeça de chave número quatro, Melo e o polonês Lukasz Kubot eliminaram os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, que são os atuais campeões do torneio francês. Eles venceram por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (4/7), 6/3 e 10/8, em 1h36min.

Em busca da vaga na final, brasileiro e polonês vão enfrentar agora o canadense Felix Auger-Aliassime e o polonês Hubert Hurkacz, que avançaram na chave com a vitória sobre o experiente australiano John Peers e o neozelandês Michael Venus - cabeças número sete - por 4/6, 7/5 e 11/9).

Soares e o croata Mate Pavic superaram o também croata Nikola Mektic e o holandês Wesley Koolhof, cabeças número seis, por 6/1 e 7/6 (7/4). Na sequência, eles vão enfrentar o austríaco Jürgen Melzer e o local Edouard Roger-Vasselin, cabeças oito. Campeões em São Petersburgo, na Rússia, no mês passado, Melzer e o tenista da casa despacharam o austríaco Oliver Marach e o indiano Rohan Bopanna por 6/0 e 7/6 (8/6).

Na chave de simples, Rafael Nadal precisou mais uma vez de três sets para vencer na quadra dura francesa. O principal favorito ao título buscou a virada para superar o também espanhol Pablo Carreño Busta por 4/6, 7/5 e 6/1. 

Em busca do seu primeiro título no Masters 1000 francês, o último da temporada, Nadal vai encarar o vencedor do duelo entre o alemão Alexander Zverev e o suíço Stan Wawrinka. A outra semifinal terá o russo Daniil Medvedev e o canadense Milos Raonic.

Cabeça de chave número três, Medvedev superou o argentino Diego Schwartzman (6º) por 6/3 e 6/1. Raonic, por sua vez, bateu o local Ugo Humbert por 6/3, 3/6 e 7/6 (9/7).

SCHWARTZMAN NO ATP FINALS

 Apesar da queda nas quartas de final em Paris, o tenista argentino assegurou o último lugar do ATP Finals, torneio que encerra a temporada ao reunir os oito melhores tenistas do ano, em Londres, entre os dias 15 e 22 de novembro. Será a estreia do argentino, atual número nove do mundo.

Diego Schwartzman terá a companhia do russo Andrey Rublev, outro estreante no Finals, além do sérvio Novak Djokovic, do espanhol Rafael Nadal, do austríaco Dominic Thiem, do russo Daniil Medvedev, do alemão Alexander Zverev e do grego Stefanos Tsitsipas, atual campeão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.