Divulgação
Divulgação

Melo e Soares caem e Auckland fica sem final entre brasileiros

Torneio na Nova Zelândia poderia reunir compatriotas na decisão nas duplas, mas ambos dão adeus com derrotas nas semifinais

Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2015 | 11h14

Atuando com parceiros estrangeiros, Marcelo Melo e Bruno Soares foram derrotados nas semifinal da chave de duplas do Torneio de Auckland, nesta sexta-feira, e assim não farão uma esperada decisão entre tenistas brasileiros na competição que serve de preparação para o Aberto da Austrália, Grand Slam marcado para começar na próxima segunda, em Melbourne.

Cabeças de chave número 2 e principais favorito ao título na Nova Zelândia após a surpreende eliminação dos irmãos Mike e Bob Bryan na estreia, Soares e o austríaco Alexander Peya acabaram eliminados pelo sul-africano Raven Klaasen e o indiano Leander Paes, que venceram por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3/6, 6/3 e 10/4. 

Com o triunfo, Klaasen e Paes se credenciaram para encarar na decisão do ATP 250 neozelandês o britânico Dominic Inglot e o romeno Florin Mergea, que na outra semifinal superaram Marcelo Melo e o bielo-russo Max Mirnyi, também por 2 sets a 1, com 6/4, 3/6 e 14/12. 

A chave de simples do Torneio de Auckland também definiu nesta sexta-feira os seus dois finalistas. E os dois surpreendentes classificados à decisão jogarão para conquistar o primeiro título de suas respectivas carreiras no circuito principal da ATP.

Um deles será o jovem checo Jiri Vesely, algoz do brasileiro Thomaz Bellucci na estreia, que na semifinal derrotou o experiente sul-africano Kevin Anderson, quarto cabeça de chave, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6 (7/4). O rival de Vesely na decisão deste sábado será o francês Adrian Mannarino, que superou o seu compatriota Lucas Pouille por 2 sets a 1, com 6/4, 3/6 e 7/5. 

SYDNEY
Outro torneio que definiu seus finalistas nesta sexta-feira foi o ATP 250 de Sydney. Um deles será o sérvio Viktor Troicki, que disputará a sua primeira decisão no circuito profissional desde quando retornou de uma suspensão de um ano, que ele recebeu após deixar de fazer um teste antidoping durante o Masters 1000 de Montecarlo.

Troicki se garantiu na final ao superar o luxemburguês Gilles Muller por 2 sets a 0, com 6/2 e 6/4, e seu rival na luta pelo título será o casaque Mikhail Kukushkin, que na outra semifinal eliminou o argentino Leonardo Mayer, quinto cabeça de chave, por duplo 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.