Neil Hall/EFE
Neil Hall/EFE

Com suas duplas, Melo e Soares estreiam com vitória no Masters de Paris

Brasileiros começaram torneio na França com o pé direito ao lado de Lukasz Kubot e Mate Pavic, respectivamente

Redação, Estadão Conteúdo

05 de novembro de 2020 | 15h24

Os brasileiros Bruno Soares e Marcelo Melo estrearam com vitória no Masters 1000 de Paris, na França, nesta quinta-feira. Melo e polonês Lukasz Kubot, que formam a dupla cabeça de chave número quatro do torneio, derrotaram os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 1/6 e 10/6, em 1h19min.

Curiosamente, brasileiro e polonês superaram os mesmos rivais que haviam batido na final do Torneio de Viena, de nível ATP 500, no domingo. Os próximos adversários serão os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, dupla cabeça cinco. O jogo está marcado para sexta-feira.

O desempenho em Paris é essencial para Melo e Kubot, que tentam entrar no ATP Finals, torneio que encerra a temporada, em Londres, com os oito melhores tenistas do ano e as oito melhores duplas. Com a vitória, brasileiro e polonês figuram na sétima posição geral, agora com mais chances de classificação.

Já Bruno Soares e Mate Pavic já estão classificados para o Finals. Nesta quinta, eles superaram os belgas Sander Gille e Joran Vliegen por 6/4 e 7/6 (7/3). "Foi uma belíssima estreia, jogamos super bem. Jogo duríssimo, no detalhe. Já cansei de falar dos belgas, né, eles jogam super bem. Muito feliz com esse primeiro jogo", comentou Soares.

Na sequência, já pelas quartas de final, Soares e Pavic enfrentarão o holandês Wesley Koolhof e o croata Nikola Mektic. "Amanhã é mais uma pedreira, mas é seguir jogando do mesmo jeito. Estamos bem, firmes e confiantes. Estou me sentindo bem fisicamente, o que é muito importante num fim de temporada", disse Soares, que forma com Pavic a dupla cabeça de chave número dois do torneio francês.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMarcelo MeloBruno Soares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.