Twitter/Rio Open
Twitter/Rio Open

Melo e Soares suam, mas passam por compatriotas na estreia das duplas no Rio Open

Dupla passa por Mateus Alves e Thiago Wild com vitória por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (9/7), 3/6 e 10/8

Redação, Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2019 | 22h50

Cabeças de chave número 1 e grandes favoritos ao título do torneio de duplas do Rio Open, Marcelo Melo e Bruno Soares tiveram muita dificuldade, mas estrearam com vitória. Nesta quarta-feira, eles bateram os também brasileiros Mateus Alves e Thiago Wild por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (9/7), 3/6 e 10/8.

Apesar do amplo favoritismo diante dos garotos de 18 anos, Melo e Soares só conseguiram a vitória depois de 1h33min de partida. Curiosamente, porém, foi a experiente dupla que teve o saque quebrado mais vezes na partida: quatro, contra apenas duas do outro lado.

Nos momentos decisivos, porém, falou mais alto o poder de decisão de Melo e Soares, que seguem firma na briga pelo título e se tornaram a principal atração da competição, após as quedas dos brasileiros e dos principais favoritos na chave de simples.

Ainda pela chave de duplas, o brasileiro Marcelo Demoliner também estreou com vitória nesta quarta-feira. Ao lado do dinamarquês Frederik Nielsen, ele passou pelo uruguaio Pablo Cuevas e o espanhol Marc López com bem mais facilidade, por 2 sets a 0, com direito a "pneu": 6/0 e 7/6 (8/6).

Demoliner e Nielsen tiveram desempenho surpreendente, afinal, eliminaram os cabeças de chave número 4 do torneio. Na segunda rodada, eles vão encarar o checo Roman Jebavy e o argentino Andrés Molteni, que passaram pelo tunisiano Malek Jaziri e o argentino Leonardo Mayer por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 6/2 e 10/6.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.