Minas Panagiotakis/AFP
Minas Panagiotakis/AFP

Mesmo derrotado por Djokovic, Bellucci sai feliz por evolução

Brasileiro perde por 2 sets a 0 no Masters 1000 de Montreal

Estadão Conteúdo

11 de agosto de 2015 | 22h30

Mesmo com pouco tempo de descanso depois de ter ganhado do uruguaio Pablo Cuevas, na última segunda-feira, após mais de 2 horas e 30 minutos de jogo, o brasileiro Thomaz Bellucci entrou em quadra nesta teça para encarar o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, pela segunda rodada do Masters 1000 de Montreal, no Canadá, e não fez feio. Vendeu caro a derrota por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (7/4), mas ficou feliz pela evolução que vem mostrando no circuito profissional.

"Foi um jogo muito parelho. Desperdicei algumas chances de break, que se tivesse passado à frente em algum momento poderia ter sido uma história diferente. Mas foi um bom jogo, me mantive firme o tempo todo, jogando de igual para igual contra ele. Sinto que estou evoluindo e muito perto de conquistar bons resultados", afirmou Bellucci.

Nesta temporada, o brasileiro tem feito boas campanhas - como o título em Genebra, na Suíça, semifinal em Gstaad, também em território suíço, quartas de final em Istambul, na Turquia, e terceira rodada do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos - e o reflexo disso são as boas atuações e a ascensão no ranking mundial. Nesta semana, Bellucci figura como o 33.º colocado.

O técnico João Zwetsch gostou da atuação de Bellucci. "Estou muito contente com o nível de tênis que o Thomaz jogou, com consciência, padrão, determinação, coragem, atitude, mentalmente e taticamente muito bem dentro do jogo. Estamos crescendo cada vez mais. Essa temporada de final de ano está começando a ficar legal. Estamos cada vez mais preparados e fortes em condições de fazer algumas coisas boas até o final do ano", afirmou.

O tenista número 1 do Brasil disputa agora o Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, na semana que vem. Na sequência, a partir do próximo dia 31, jogará o US Open, o quarto e último Grand Slam da temporada, em Nova York.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.