Erika Santelices/AFP
Erika Santelices/AFP

Monteiro arrasa belga e Brasil sai na frente em duelo da Copa Davis

Melhor tenista brasileiro precisou de apenas 61 minutos para derrotar Arthur De Greef

Redação, O Estado de S.Paulo

01 Fevereiro 2019 | 18h23

Em sua estreia diante da torcida na Copa Davis, Thiago Monteiro não decepcionou nesta sexta-feira e arrasou Arthur De Greef por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, em apenas 61 minutos. Com o resultado, o Brasil saiu na frente da Bélgica na série melhor de cinco jogos, disputada em quadra de saibro no Ginásio do Sabiazinho, em Uberlândia (MG). O duelo vale vaga na fase final da reformulada Copa Davis.


Em seu sexto confronto na tradicional competição entre países, Monteiro pôde enfim jogar em casa pela primeira vez. E, no embalo da torcida, o atual 107º do ranking praticamente não correu riscos diante do rival, 202º do mundo. O tenista brasileiro não sofreu nenhuma quebra na partida.

Ao mesmo tempo, pressionou o serviço desde o início. Assim, abriu 3/0 no set inicial com certa facilidade. Mostrando eficiência no saque, no fundo de quadra e até na rede, que não costuma ser o seu ponto forte, o brasileiro não desacelerou em nenhum momento da partida. No segundo set, o ritmo foi o mesmo: abriu 4/0 e encaminhou o triunfo.


Vindo do título no Challenger de Punta del Este, no Uruguai, Monteiro deixou o Brasil com 1 a 0 na série. Na sequência, ainda nesta sexta, Rogério Dutra Silva (139º) também será o favorito contra Kimmer Coppejans (195º). Se vencer, o time da casa ficará muito perto do triunfo porque ainda terá o jogo de duplas, com os experientes Marcelo Melo e Bruno Soares, para selar o confronto, de forma precoce.


A partida será disputada neste sábado, assim como os outros dois jogos de simples, com duelos invertidos em comparação a esta sexta-feira. Pelo novo formato da Copa Davis, os jogos também ficaram mais curtos, sendo disputados em melhor de três sets.


O Brasil busca a vitória contra a desfalcada equipe belga, que não tem David Goffin e nem Steve Darcis, para ganhar vaga na fase final da Davis, que equivale à elite do tênis mundial. Esta fase será toda disputada em apenas uma semana, em novembro, na cidade de Madri. Até a temporada passada, o então Grupo Mundial era realizado ao longo do ano, em diversas sedes.

 

 

Mais conteúdo sobre:
tênisCopa DavisThiago Monteiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.