Erika Santelices/AFP
Erika Santelices/AFP

Monteiro e Wild estrearão contra promessas do circuito no Brasil Open

Brasileiros terão pela frente norueguês Casper Ruud e sueco Elias Ymer, respectivamente

Redação, Estadão Conteúdo

23 de fevereiro de 2019 | 23h38

Os dois tenistas do Brasil já garantidos na chave principal conheceram neste sábado seus rivais na rodada de abertura do Brasil Open, em São Paulo. Thiago Monteiro, número 1 do País e 126º do mundo, enfrentará o norueguês Casper Ruud. Thiago Wild vai encarar o sueco Elias Ymer. Ambos os rivais dos brasileiros são considerados promessas do circuito, assim como o próprio Wild.

"Gosto de jogar aqui em São Paulo, sempre joguei bem aqui, com as condições um pouco mais rápidas. Jogar torneios indoor já elimina fator sol, fator vento, coisas que podem atrapalhar. Estou preparado para jogar, vou entrar com muita vontade e desfrutar o melhor dessa semana", projeta Wild, atual 445º do mundo.

Será apenas a terceira que vez o tenista de 18 anos disputará uma chave principal de nível ATP, e a segunda no saibro do Ginásio do Ibirapuera, no Brasil Open. Por isso, o convidado da organização tenta manter os pés no chão. "Ele é quatro anos mais velho do que eu, tenho que entrar como se fosse qualquer outro jogador, assim como eu entraria se fosse qualquer outro torneio", afirma o tenista, que busca sua primeira vitória em torneios deste tipo.

Monteiro também entrou na chave como convidado da organização do torneio paulistano, de nível ATP 250. Será a terceira vez que enfrentará Cásper Ruud. Nos dois jogos anteriores, no Rio Open de 2017 e no qualifying de Roland Garros do ano passado, Ruud levou a melhor em quadra.

O vencedor do novo confronto entre brasileiro e norueguês vai enfrentar na segunda rodada (equivalente às oitavas de final), o português João Sousa, o principal candidato ao título do torneio brasileiro.

Outro bom confronto da rodada de abertura vai reunir o uruguaio Pablo Cuevas, tricampeão da competição, e o jovem canadense Felix Auger-Aliassime. Os dois se enfrentaram neste sábado, em uma das semifinais do Rio Open, com triunfo do tenista do Canadá.

QUALIFYING

Dos três brasileiros que disputaram a rodada de abertura do quali, neste sábado, apenas uma avançou à segunda e última rodada. Pedro Sakamoto, 388º do ranking, bateu o italiano Matteo Donati, 211º, por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4, em 1h07min.

Para entrar na chave principal, ele terá que vencer neste domingo o argentino Carlos Berlocq, 140º colocado e principal favorito do quali. Já João Menezes e João Souza, o Feijão, foram derrotados neste sábado, ambos em sets diretos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.