Seth Wenig/AP
Seth Wenig/AP

Monteiro e Wild são eliminados na 1ª rodada no US Open

Outro destaque do dia foi o britânico Andy Murray; no feminino, Serena Williams se tornou a recordista de vitórias no Grand Slam americano

Redação, Estadão Conteúdo

01 de setembro de 2020 | 23h14

Os brasileiros Thiago Monteiro e Thiago Wild foram eliminados em suas estreias no US Open, nesta terça-feira. Número 1 do Brasil e 83º do mundo, Monteiro enfrentou o desafio mais complicado e foi quem teve mais chances de vencer, em Nova York. Diante do canadense Felix Auger-Alissime, 21º do ranking, ele foi derrotado por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7(7/9), 7/6 (10/8) e 7/6 (10/8).

No quarto set, Monteiro chegou a ter um set point a seu favor, com chances de levar o duelo para o tie-break, mas não conseguiu aproveitar a chance. "Foi um jogo difícil. É duro perder estes jogos assim, que eu estava tão próximo. Tive set point no terceiro e no quarto set. Joguei bem em muitos momentos do jogo, mas em certos pontos eu poderia ter encaixado melhor a devolução, pequei um pouco nisso", analisou o brasileiro.

Monteiro esteve em quadra por 3h51min mesmo voltando de lesão, que o fez abandonar o qualifying do Masters 1000 de Cincinnati, na semana anterior - ele sofreu um estiramento no adutor direito. "Gostei de ter jogado bem depois de uma lesão e depois de tanto tempo parado, então é importante seguir nesta linha e usar esta confiança para ir bem nos torneios na Europa", projetou o tenista, após sua terceira participação na chave principal do Grand Slam americano.

Em sua primeira participação nesta chave, Thiago Wild encontrou maior dificuldade diante do britânico Daniel Evans (23º cabeça de chave). O tenista mais experiente, de 30 anos, levou a melhor sobre o brasileiro de 20 pelo placar de 3 a 0, com parciais de 6/2, 6/1 e 7/6 (7/5).

Outro destaque do dia foi o também britânico Andy Murray. O ex-número 1 do mundo buscou uma inesperada virada, após estar perdendo por 2 sets a 0 diante do japonês Yoshihito Nishioka. O escocês venceu a batalha de 4h39min de duração por 3 a 2, com parciais de 4/6, 4/6, 7/6 (7/5), 7/6 (7/4) e 6/4. Na segunda rodada, Murray enfrentará Aliassime, algoz de Monteiro.

Segundo cabeça de chave do US Open, o austríaco Dominic Thiem também venceu na estreia. Um dos favoritos ao título, ele contou com o abandono do espanhol Jaume Munar ao fim do segundo set, quando vencia por 7/6 (8/6) e 6/3. Seu próximo adversário será o indiano Sumit Nagal, que eliminou o local Bradley Klahn por 6/1, 6/3, 3/6 e 6/1.

Outros cabeças de chave a vencerem na estreia, nesta terça, foram o espanhol Roberto Bautista-Agut (8º), os russos Andrey Rublev (10º) e Karen Khachanov (11º), o búlgaro Grigor Dimitrov (14º), o canadense Milos Raonic (25º), o norueguês Casper Ruud (30º) e o croata Marin Cilic (31º). O argentino Guido Pella (29º) caiu logo na primeira rodada.

FEMININO

Serena Williams venceu, bateu recorde e voltou a fazer história nesta terça-feira. A ex-número 1 do mundo estreou no US Open derrotando com tranquilidade a também americana Kristie Ahn por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3. Com o resultado, ela avançou à segunda rodada e se tornou a recordista de vitórias no Grand Slam americano.

A tenista de 38 anos soma agora 102 triunfos na competição, superando as 101 da compatriota Chris Evert. Terceira cabeça de chave, Serena é dona de seis títulos do US Open e busca alcançar a marca de 24 títulos de Grand Slam em Nova York para igualar o recorde da australiana Margareth Court.

Atual número oito do mundo, Serena vai enfrentar na sequência a russa Margarita Gasparyan, que avançou na chave ao superar a porto-riquenha Monica Puig, campeã olímpica nos Jogos do Rio-2016, por 6/3, 6/7 (0/7) e 6/0.

Na terceira rodada, Serena poderá fazer um duelo local, e de gerações, com Sloane Stephens. Para tanto, ambas precisam vencer seus próximos jogos. Nesta terça, a 26ª cabeça de chave superou a romena Mihaela Buzarnescu por duplo 6/3. Agora terá pela frente a bielo-russa Olga Govortsova, algoz da local Asia Muhammad por 6/1 e 6/2.

Outra americana a vencer na estreia foi Sofia Kenin, campeã do Aberto da Austrália, em janeiro. A segunda cabeça de chave arrasou a belga Yanina Wickmayer por duplo 6/2. Na sequência, ela vai duelar com a canadense Leylah Annie Fernandez, que despachou a veterana russa Vera Zvonareva por 6/4 e 7/5.

Dona de dois títulos de Grand Slam, a espanhola Garbiñe Muguruza estreou derrotando a japonesa Nao Hibino por duplo 6/4. Na segunda rodada, ela vai encarar a búlgara Tsvetana Pironkova.

Outra campeã de Grand Slam a avançar na estreia foi Victoria Azarenka. No embalo do título do Torneio de Cincinnati, no sábado, a bielo-russa bateu a austríaca Barbara Haas por 6/1 e 6/2. Ela fará um clássico da Bielo-Rússia na segunda rodada contra Aryna Sabalenka, quinta cabeça de chave, que eliminou na estreia a francesa Oceane Dodin por 7/6 (7/1) e 6/4.

Já a veterana Venus Williams caiu de forma precoce em Nova York. A tenista de 40 anos foi derrotada pela checa Karolina Muchova (20ª pré-classificada) por 6/3 e 7/5.

Outras cabeças de chave a vencer na estreia foram as locais Madison Keys (7ª) e Amanda Anisimova (22ª), a britânica Johanna Konta (9ª), a belga Elise Mertens (16ª) e a tunisiana Ons Jabeur (27ª).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.