Toby Melville / Reuters
Toby Melville / Reuters

Monteiro sofre lesão e abandona no quali de Masters 1000 nos EUA

Tenista só precisava de mais um triunfo para chegar à chave principal do primeiro torneio disputado após a paralisação do circuito profissional por cinco meses

Redação, Estadão Conteúdo

21 de agosto de 2020 | 17h00

Após estrear com boa vitória no qualifying, Thiago Monteiro abandonou nesta sexta-feira sua segunda partida no Masters 1000 de Cincinnati, disputado neste ano em Nova York. Ele só precisava de mais um triunfo para chegar à chave principal do primeiro torneio de tênis disputado após a paralisação do circuito profissional por cinco meses.

Monteiro desistiu da partida contra o finlandês Emil Ruusuvuori, de 21 anos, no segundo set. O tenista número 1 do Brasil, e 82º do ranking mundial, perdia por 6/4 e 2/1 quando sentiu dores musculares na coxa direita e decidiu deixar o jogo de forma precoce.

A lesão preocupa porque faltam apenas dez dias para o início do US Open, disputado no mesmo complexo onde está acontecendo o Masters 1000. Monteiro é o único tenista do País com vaga garantida na chave principal de simples, e ele acredita que estará recuperado para o torneio.

"Foi do nada. Eu não estava sentindo nada, estava jogando normal. Mas, em uma bola específica senti a perna travar," contou Monteiro, que já fez exames e foi diagnosticado com um estiramento no adutor direito. "Eu tive um estiramento leve no adutor direito. Não foi nada grave e nem uma ruptura total. Acredito que dentro de 3 ou 4 dias já posso estar fazendo tudo normal e recuperado para o US Open. É uma pena. Eu vinha jogando bem, estava animado, mas é só o começo de uma retomada do circuito."

Antes de abandonar, Monteiro fez boa apresentação na estreia, vencendo o argentino Federico Coria, 104º do ranking da ATP, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4. Foi sua primeira partida oficial em cinco meses.

No início da temporada, antes da paralisação causada pela pandemia, o brasileiro vivia boa fase, com seis vitórias e oito derrotas no circuito da ATP. Em nível challenger, ele levantou o troféus em Punta del Este, no Uruguai.

Com a queda de Monteiro, o Brasil terá representantes apenas na chave de duplas, com Bruno Soares e Marcelo Melo. Os dois, por sinal, vão se enfrentar logo na rodada de abertura. Soares forma parceria com o croata Mate Pavic, enquanto Melo joga com o polonês Lucasz Kubot, compondo a dupla cabeça de chave número dois do torneio.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisThiago Monteiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.