Moya perde para Behrend e é eliminado

Uma das grandes estrelas do Brasil Open, o espanhol Carlos Moya, cabeça-de-chave número 1 e 7.º colocado no ranking mundial, caiu logo na sua estréia, ao perder para Tomas Behrend, brasileiro radicado alemão por 6/3 e 6/3. O resultado foi mais uma das decepções desta terça-feira. Afinal, Moya vinha de final em Buenos Aires e concorria com Gustavo Kuerten nas atenções da torcida pela sua fama de retrospecto de ex-campeão de Roland Garros. "Cheguei muito tarde de Buenos Aires (o tenista só hospedou-se no Sauípe durante a madrugada) e tive pouco tempo para recuperar-me do último torneio", contou Moya. "Senti também um pouco uma já crônica contusão no tornozelo e estou com bolhas nos pés. Não pude me movimentar muito bem em quadra, mas não quero usar tudo como uma desculpa, acho que o Behrend jogou bem e mereceu ganhar." Moya, pelo menos, garantiu que continuará no Sauípe por mais alguns dias. "Não tive muito tempo para ver, mas tudo é muito bonito e o torneio é bem atraente." Enquanto isso, Tomas Behrend comemorou a sua primeira vitória na temporada de 2004, justamente sobre um tenista entre os dez primeiros do ranking mundial. "Sei que ele (Moya) não jogou muito bem, mas não posso disfarçar meu contentamento."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.