Seith Wenig/AP
Seith Wenig/AP

Muguruza festeja chegada ao topo do ranking: 'É um sonho realizado'

Ela vai ganhar a posição porque a checa Karolina Pliskova, atual líder do ranking, foi eliminada

Estadao Conteudo

06 de setembro de 2017 | 19h06

O circuito feminino de tênis terá uma nova número 1 a partir da próxima segunda-feira. Será a espanhola Garbiñe Muguruza, que garantiu o posto mesmo já estando eliminada do US Open. Ela vai ganhar a posição porque a checa Karolina Pliskova, atual líder do ranking, foi eliminada nas quartas de final, nesta quarta-feira.

Sem defender os pontos conquistados na final do ano passado, Pliskova cairá do primeiro para o quarto posto, podendo ainda perder mais posições até o fim do Grand Slam disputado em Nova York. Muguruza, por sua vez, subirá da terceira para a primeira posição, ocupando este lugar pela primeira vez na carreira.

"Estou muito feliz por ser a próxima número um. A verdade é que este é um momento muito especial. Sempre tive este sonho, mas isto é uma daquelas coisas que a gente guarda só para si", revelou a espanhola. "Em cada festa de aniversário, quando soprava as velinhas, meu desejo era sempre o mesmo: me tornar a melhor. E agora chegou o momento."

A tenista de 23 anos começou a ascender no ranking a partir do título conquistado em Wimbledon, em julho. De lá para cá, fez boas campanhas em Stanford e Toronto e foi campeã em Cincinnati. Com os pontos obtidos nas oitavas de final do US Open, e a queda precoce de Pliskova, Muguruza obteve o feito de alcançar o topo.

Nascida em Caracas, na Venezuela, mas naturalizada espanhola (chegou ao país europeu aos seis anos), ela será a 24ª tenista da história a ocupar a posição de número 1 do mundo.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.