Murray arrasa Berdych e fará semifinal com Djokovic no Masters de Xangai

Atual vice-líder do ranking mundial, Andy Murray arrasou o checo Tomas Berdych, nesta sexta-feira, para garantir vaga nas semifinais do Masters 1000 de Xangai. O britânico venceu o checo, hoje quinto tenista do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3, em apenas 1h19min, e se credenciou para enfrentar o sérvio Novak Djokovic neste sábado na importante competição realizada em quadras duras na China.

Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2015 | 11h57

Horas mais cedo, o número 1 do mundo assegurou lugar na disputa por um lugar na decisão ao superar o australiano Bernard Tomic, também por 2 sets a 0, e seguir embalado rumo a mais um troféu após ter sido campeão do Torneio de Pequim no último domingo.

Murray conquistou nesta sexta a sua terceira vitória em três confrontos com Berdych nesta temporada, na qual o checo já havia sido superado pelo escocês no Aberto da Austrália e no Masters 1000 de Miami. O retrospecto do duelo entre os dois, porém, estava empatado em seis triunfos para cada um até este reencontro em Xangai.

E o britânico não deu chances para Berdych sonhar com a passagem à semifinal nesta sexta. Sem ter o saque quebrado por nenhuma vez, ele ainda converteu quatro de oito break points para avançar exibindo grande superioridade. Superioridade que ficou clara com os 87% de aproveitamento dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro serviço, sendo que ainda contabilizou oito aces, contra apenas três do checo.

Neste sábado, Murray e Djokovic irão se enfrentar pela 29ª vez no circuito profissional e apenas neste ano eles já mediram forças em cinco partidas. O britânico levou a melhor na última delas, na final do Masters 1000 do Canadá, mas o sérvio ganhou os quatro confrontos anteriores, sendo um deles na final do Aberto da Austrália e outro na semifinal de Roland Garros. E no retrospecto geral do duelo entre os dois, o número 1 do mundo ostenta uma vantagem de 19 vitórias e nove derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.