Mike Groll/AP
Mike Groll/AP

Murray assume 3º lugar da ATP e revela alívio com título

Ao vencer o US Open, tenista encerrou um jejum de 76 anos sem troféus obtidos por um britânico em um dos quatro torneios mais importantes do tênis mundial

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2012 | 09h48

NEW YORK - Depois de conquistar o US Open com uma vitória por 3 sets a 2 sobre o sérvio Novak Djokovic, em jogo encerrado no final da noite da última segunda-feira, Andy Murray foi oficialmente confirmado, nesta terça, como novo terceiro colocado do ranking da ATP. O britânico chegou a 8.570 pontos e ultrapassou o espanhol Rafael Nadal, agora quarto colocado, com 7.515.

A terceira colocação na listagem da entidade que controla o tênis profissional mundial já havia sido assegurada por Murray quando ele bateu o checo Tomas Berdych, na semifinal do US Open, mas o ranking era uma coisa secundária para Murray em Nova York, pois o triunfo sobre Djokovic garantiu a ele o seu primeiro título de Grand Slam.

Após assegurar a taça, ele admitiu alívio, até pelo fato de que encerrou um jejum de 76 anos sem troféus obtidos por um britânico em um dos quatro torneios mais importantes do tênis mundial - Fred Perry havia sido o último tenista da Grã-Bretanha a ganhar um Grand Slam, no caso, o próprio US Open, em 1936.

"Alívio é provavelmente a melhor palavra para descrever como me sinto agora", ressaltou Murray, admitindo que ele mesmo se questionava se realmente um dia ganharia um Grand Slam. "Você fica um pouco descrente porque estive nessa posição muitas vezes antes e não venci. Aí você pensa: ''Será que isso sempre vai acontecer?", disse.

O britânico não escondeu a sua emoção ao ganhar o título, que o fez deixar para trás outras decepções amargadas em Grand Slam, como a derrota para Roger Federer na final de Wimbledon nesta temporada, na qual em seguida bateu o suíço na decisão da Olimpíada de Londres. "Eu chorei um pouco em quadra, mas você não fica triste, fica extremamente feliz", comemorou. "Foi um jogo extremamente difícil, e me senti muito bem no final."

Derrotado por Berdych nas quartas de final do US Open, Federer se manteve na liderança do ranking da ATP, enquanto Djokovic permaneceu no segundo lugar. A única mudança de posição no grupo dos dez mais bem colocados, por sua vez, envolveu o tenista checo, que subiu do sétimo para o sexto posto, deixando o francês Jo-Wilfried Tsonga agora na sétima colocação.

Já o brasileiro Thomaz Bellucci, eliminado já estreia do US Open, caiu da 40.ª para a 41.ª posição. Rogério Dutra Silva, atual tenista número 2 do Brasil, caiu três colocações e agora é o 115.º do mundo, assim como Thiago Alves perdeu dois postos na ATP e passou a figurar em 140.º. Na contramão dos seus compatriotas, Ricardo Mello ganhou dez posições e chegou aos 157.º lugar.

Confira o ranking atualizado da ATP:

1.º Roger Federer (SUI), 11.805 pontos

2.º Novak Djokovic (SER), 10.470

3.º Andy Murray (GBR), 8.570

4.º Rafael Nadal (ESP), 7.515

5.º David Ferrer (ESP), 5.915

6.º Tomas Berdych (RCH), 4.830

7.º Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 4.520

8.º Juan Martín del Potro (ARG), 3.890

9.º Janko Tipsarevic (SER), 3.285

10.º John Isner (EUA), 2.610

11.º Juan Monaco (ARG), 2.565

12.º Nicolas Almagro (ESP), 2.475

13.º Marin Cilic (CRO), 2.455

14.º Richard Gasquet (FRA), 2.165

15.º Milos Raonic (CAN), 2.080

16.º Kei Nishikori (JAP), 1.870

17.º Stanislas Wawrinka (SUI), 1.865

18.º Philipp Kohlschreiber (ALE), 1.855

19.º Alexandr Dolgopolov (UCR), 1.815

20.º Gilles Simon (FRA), 1.800

41.º Thomaz Bellucci (BRA), 967

115.º Rogério Dutra Silva (BRA), 483

140.º Thiago Alves (BRA), 388

157.º Ricardo Mello (BRA), 331

171.º João Souza (BRA), 299

175.º Julio Silva (BRA), 288

Tudo o que sabemos sobre:
tênisranking da ATPAndy Murray

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.