Murray cai, e Federer 'passeia' em Cincinnati

O campeão olímpico Andy Murray foi eliminado precocemente de um torneio pela segunda vez em duas semanas, atrapalhando sua preparação para o Aberto dos EUA.

SIMON EVANS, Reuters

16 de agosto de 2012 | 18h52

Na quinta-feira, o britânico perdeu por um duplo 6-4 para o francês Jeremy Chardy, na terceira rodada do Aberto de Cincinnati. Já Roger Federer, medalhista de prata em Londres e atual líder do ranking, precisou de apenas 62 minutos para garantir vaga nas quartas de final, derrotando (6-2, 6-4) o australiano Bernard Tomic, de 19 anos.

Murray, atual campeão em Cincinnati, abandonou o Masters de Toronto na semana passada por causa de uma lesão de joelho depois da primeira rodada.

Na quinta-feira, ele não parecia totalmente recuperado, e teve seu serviço quebrado no sétimo game por Chardy.

No segundo set, as quebras de saque se alternaram nos cinco primeiros games, até que Chardy confirmasse seu saque e marcasse 4-2. Estava aberto o caminho para ele fechar a partida em 98 minutos.

"Não saquei particularmente bem", disse Murray depois do jogo. "Tive o serviço quebrado três vezes no segundo set, o que não está nada bom. Estive várias vezes perto de fechar os games no saque dele no primeiro e segundo set, e não converti suficientes chances, e, sim, não saquei bem o suficiente."

Tudo o que sabemos sobre:
TENISCINCINNATIMURRAY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.