Kerim Okten/EFE
Kerim Okten/EFE

Murray celebra feito e admite nervosismo em quadra

Britânico fez história ao ser o primeiro inglês a vencer o torneio desde 1936

AE, Agência Estado

07 de julho de 2013 | 17h01

LONDRES - Andy Murray fez história neste domingo, ao se tornar o primeiro britânico em 77 anos a conquistar o título de Wimbledon, desde a vitória de Fred Perry em 1936. O escocês derrotou o sérvio Novak Djokovic por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 7/5 e 6/4 e, apesar da aparente facilidade pelo resultado, teve muito trabalho para fechar a partida, sentindo a pressão de estar prestes a alcançar um grande feito.

"Eu trabalhei muito naquele último game. Foram os pontos mais difíceis que tive que jogar na minha vida", declarou Murray. "Eu não sei como consegui me manter nos últimos três pontos. Naquele último game passou de tudo na minha cabeça. Digo, alguns dos golpes que ele acertou foram inacreditáveis. Aquele foi o game mais difícil que jogarei na minha carreira, para sempre."

Murray chegou a estar muito perto de conquistar o título de Wimbledon no ano passado, quando chegou à decisão, mas acabou sendo batido por Roger Federer. A derrota marcou o britânico e o impulsionou a faturar o título neste domingo. "Foi um dos momentos mais duros de toda minha carreira", lembrou.

Se Murray era apenas comemoração, Nova Djokovic soube reconhecer a superioridade do rival neste domingo e o parabenizou. O sérvio, líder do ranking mundial, ainda admitiu que a pressão da torcida e o ambiente de expectativa pela vitória do britânico o atrapalharam nesta decisão.

"Ele estava acertando bolas incríveis, com força, alternando bem. Ele estava dono da quadra, jogou um tênis fantástico, não há dúvidas sobre isso. Ele mereceu vencer", comentou. "A atmosfera estava incrível para ele. Para mim, não tanto, mas isso era o que eu esperava", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.