Ian Langsdon/EFE
Ian Langsdon/EFE

Murray e Ferrer estreiam com vitória no Masters de Paris

O britânico leva a melhor sobre Bennetau por 2 sets a 0, já espanhol sofre um pouco, mas derrota Goffin por 2 a 1

Estadão Conteúdo

29 de outubro de 2014 | 13h38

Andy Murray e David Ferrer estrearam com vitória no Masters 1000 de Paris, nesta quarta-feira, quando justificaram a condição de cabeças de chave da competição. O tenista britânico bateu o francês Julien Benneteau por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, enquanto o espanhol David Ferrer sofreu um pouco mais para derrotar o belga David Goffin por 2 sets a 1, com 6/3, 2/6 e 6/3.

Respectivos oitavo e quarto pré-classificados do torneio francês, Murray e Ferrer iniciaram suas campanhas já na segunda rodada e assim avançaram às oitavas de final. O próximo rival do escocês será o vencedor da partida entre o búlgaro Grigor Dimitrov e o uruguaio Pablo Cuevas, também programada pata esta quarta. Já o espanhol terá pela frente o seu compatriota Fernando Verdasco, que na última terça passou pelo francês Gilles Simon por 2 sets a 1.

A vitória de Murray nesta quarta também foi importante para deixar o atual oitavo colocado do ranking mundial mais próximo de assegurar classificação ao ATP Finals, evento que reunirá os oito melhores tenistas da temporada, a partir do próximo dia 9 de novembro, em Londres. Ele ocupa o quinto lugar no ranking de pontos da temporada, enquanto Ferrer é o nono e hoje estaria fora da competição na capital inglesa, embora ocupe atualmente o posto de sexto tenista do mundo.

Para começar com vitória a sua campanha em Paris, Murray iniciou bem o jogo diante de Benneteau. Sem oferecer chances de quebrar de saque ao rival, aproveitou o único break point cedido pelo francês para fechar o primeiro set em 6/3. Já na segunda parcial, apesar de ter tido o serviço quebrado por uma vez, foi feliz nas duas oportunidades que recebeu de ganhar games no saque do rival para fazer 6/4 e liquidar o confronto.

Já Ferrer teve atuação irregular diante de Goffin, que chegou a quebrar o saque do rival por três vezes durante a partida. O espanhol, porém, converteu quatro de dez break points para assegurar o seu triunfo após uma hora e 46 minutos em quadra.

Em outros dois jogos já encerrados nesta quarta-feira em Paris, os também espanhóis Feliciano López e Roberto Bautista Agut também avançaram às oitavas de final como cabeças de chave. O primeiro deles superou o norte-americano Sam Querrey por duplo 6/4, enquanto o segundo bateu o francês Richard Gasquet por 6/4 e 6/2. O próximo rival de López será o checo Tomas Berdych, quinto pré-classificado, enquanto Agut terá pela frente o canadense Milos Raonic, listado como sétimo maior favorito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.