Murray oscila, mas vence casaque na estreia em Wimbledon

Principal esperança da torcida britânica em Wimbledon, Andy Murray não decepcionou e avançou no seu jogo de estreia no All England Club. Nesta terça-feira, o número 3 do mundo derrotou o casaque Mikhail Kukushkin, 58º colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 7/6 (7/3) e 6/4, em 2 horas e 12 minutos.

Estadão Conteúdo

30 de junho de 2015 | 14h41

Murray se aproveitou do excesso de erros não-forçados do seu adversário - 34, o dobro dele - para triunfar em sua estreia em Wimbledon, num duelo em que disparou 14 aces, dez a mais do que Kukushkin, além de ter conseguido 30 winners, um a menos do que Kukushkin.

Assim, o britânico venceu o seu terceiro confronto com Kukushkin e segue sem ser batido pelo rival. Campeão em 2013, Murray agora terá como seu próximo adversário em Wimbledon o holandês Robin Haase, número 73 do mundo, que bateu o colombiano Alejandro Falla por 3 sets a 1, com parciais de 6/2, 3/6, 6/4 e 6/2.

No primeiro set, Murray conseguiu a única quebra de serviço da parcial no décimo game, o fechando em 6/4. Embalado, o britânico conseguiu uma quebra de saque no segundo game do set seguinte, abriu 3/0, mas depois oscilou demais na parcial: perdeu o seu saque no quinto game, conseguiu uma quebra no sexto e voltou a ser batido no seu serviço no nono game.

Murray e Kukushkin ainda trocaram quebras de saque no 11º e 12º games, o que levou a parcial para o tie-break, quando enfim o britânico triunfou. No terceiro set, Murray errou menos, conseguiu a única quebra de saque da parcial no quinto game e a fechou em 6/4.

OUTROS JOGOS - Também nesta terça-feira, o francês Jo-Wilfried Tsonga teve muitas dificuldades para vencer no seu jogo de estreia em Wimbledon. O número 12 do mundo avançou ao derrotar o luxemburguês Gilles Muller, 43º colocado no ranking, por 3 sets a 2, com parciais de 7/6 (10/8), 6/7 (3/7) 6/4, 3/6 e 6/2, em 3 horas e 51 minutos.

O duelo teve 65 aces, sendo 38 de Tsonga. Na segunda rodada, o francês terá pela frente o espanhol Albert Ramos-Vinolas, número 64 do mundo, que passou pelo usbeque Denis Istomin, campeão em Nottingham no último sábado e que abandonou o duelo quando perdia por 6/2, 6/2 e 3/2.

Com 42 aces, o croata Ivo Karlovic, número 25 do mundo, derrotou o sueco Elias Ymer (6/7, 6/2 6/4 e 7/6) e agora vai duelar com o ucraniano Alexander Dolgopolov (75º colocado no ranking), que bateu o britânico Kyle Edmund (7/6, 6/1 e 6/2).

Número 16 do mundo, o espanhol Feliciano Lopez bateu o belga Steve Darcis, 77º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 7/6 (7/4) e 6/4. O próximo adversário do espanhol vai ser o georgiano Nicoloz Basilashvili (153º), que derrotou o argentino Facundo Bagnis (6/4 7/6 e 6/2).

O espanhol Roberto Bautista Agut (22º colocado no ranking) bateu o belga Ruben Bemelmans (6/1, 6/3 e 7/6) e vai encarar na segunda rodada o francês Benoit Paire, que passou pelo russo Mikhail Youzhny (6/4, 6/4 e 6/3). O sérvio Viktor Troicki (24º) superou o casaque Aleksandr Nedovyesov, Kazakhstan (6/1, 6/4, 3/6 e 6/3).

O italiano Andreas Seppi (27º) venceu o britânico Brydan Klein (6/3, 6/2 e 6/2) e vai enfrentar o croata Borna Coric na segunda rodada. Já Sam Groth e James Duckworth também venceram e vão fazer um duelo de australianos em Wimbledon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.