Ahmed Jadallah/ Reuters
Ahmed Jadallah/ Reuters

Murray oscila no saque, mas vence fácil na estreia em Dubai

Escocês não teve maior trabalho para derrotar Malek Jaziri

Estadao Conteudo

28 Fevereiro 2017 | 14h30

De volta às quadras após a queda precoce no Aberto da Austrália, o escocês Andy Murray não teve maior trabalho para derrotar o tunisiano Malek Jaziri, nesta terça-feira, em sua estreia no Torneio de Dubai. O número 1 do mundo venceu em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/1, em 1h19min de partida.

Em seu terceiro torneio na temporada, Murray não competia desde que foi eliminado pelo alemão Mischa Zverev nas oitavas de final do Aberto da Austrália, onde defendia o vice-campeonato.

No seu retorno às quadras, o escocês não decepcionou, apesar do fraco rendimento no saque. Ele terminou a partida colocando em quadra somente 40% do seu primeiro serviço. Oscilante, acabou perdendo o saque no primeiro set. Só não se complicou porque faturou duas quebras e abriu vantagem no placar.

No segundo set, aproveitou os erros do rival, o 51º do ranking, para fechar o jogo sem sobressaltos. Murray não teve sequer o saque ameaçado nesta segunda parcial. Na sequência, pelas oitavas de final, o principal favorito ao título enfrentará o espanhol Guillermo Garcia-López, contra quem tem vantagem de 2 a 1 no retrospecto direto.

Tentando ampliar ainda mais a vantagem na liderança do ranking, Murray tenta quebrar o domínio recente do suíço Roger Federer e do sérvio Novak Djokovic neste torneio de nível ATP 500 disputado em Dubai. Dos dois, somente Federer compete neste ano nos Emirados Árabes Unidos - Djokovic estará em Acapulco, no México, nesta semana.

OUTROS RESULTADOS

Um dos cabeças de chave do torneio, o francês Lucas Pouille também venceu em sua estreia, nesta terça. O sétimo pré-classificado derrotou o checo Adam Pavlasek por duplo 6/2. Nas oitavas, ele vai enfrentar o romeno Marius Copil, que eliminou o alemão Jan-Lennard Struff por 6/4 e 6/2. Também avançaram às oitavas de final o holandês Robin Haase, o russo Daniil Medvedev e o britânico Daniel Evans.

Mais conteúdo sobre:
tênisAndy Murray

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.