Jason Szenes/EFE
Jason Szenes/EFE

Murray supera Isner e avança à semifinal do US Open

O escocês superou o calor e a pressão da torcida, que torcia para Isner, e venceu por 3 sets a 1

AE, Agência Estado

09 de setembro de 2011 | 17h26

Depois de sofrer com a chuva durante a semana, Andy Murray superou nesta sexta-feira o forte sol de Nova York, a pressão da torcida americana e o anfitrião John Isner para garantir sua vaga na semifinal do US Open. O número quatro do mundo venceu por 3 sets a 1, com parciais de 7/5, 6/4, 3/6 e 7/6 (7/2), em 3h24min

Com a vitória, o escocês alcançou sua quarta semifinal de Grand Slam neste ano - só avançou à final no Aberto da Austrália, quando foi derrotado por Novak Djokovic. No US Open, Murray não chegava à semifinal desde 2008, ano em que foi finalista, mas acabou perdendo o título para Roger Federer.

Em busca de sua quarta final de Grand Slam, o escocês terá pela frente já neste sábado o vencedor da partida entre Rafael Nadal e Andy Roddick, que duelam ainda nesta sexta. Isner, por sua vez, encerrou a participação no US Open com sua melhor campanha em um torneio deste nível.

Murray faturou a vitória desta sexta-feira contando com apenas duas quebras de saque em toda a partida, diante do potente saque do rival, de 2,06 metros de altura. Ao todo foram apenas cinco break points no serviço do americano.

Depois de obter uma quebra em cada um dos dois primeiros sets, o escocês teve dificuldade na terceira parcial. Perdeu o saque e viu o local faturar o set e resgatar o ânimo no jogo. Isner, porém, não conseguiu manter o ritmo no quarto set e sucumbiu diante da boa atuação do rival e das próprias falhas. O americano cometeu 54 erros não forçados em todo o jogo, contra apenas 20 de Murray.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisUS OpenAndy MurrayJohn Isner

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.