Murray vence belga e empata duelo na final da Copa Davis

Maior esperança da Grã-Bretanha na final da Copa Davis, Andy Murray fez sua parte nesta sexta-feira ao buscar o empate com a Bélgica, no segundo jogo do confronto. O número dois do mundo igualou a série melhor-de-cinco em 1 a 1 ao derrotar o belga Ruben Bemelmans por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 7/5, na quadra de saibro montada no Flanders Expo, na cidade belga de Ghent.

Estadão Conteúdo

27 Novembro 2015 | 16h57

Mais cedo, David Goffin abrira o confronto vencendo o jovem britânico Kyle Edmund, de apenas 20 anos. Apesar da pouca experiência do visitante, o tenista local suou para buscar a vitória, de virada, por 3 sets a 2. Murray, que venceu o segundo jogo, poderá desempatar o confronto neste sábado.

A partir do meio-dia (horário de Brasília), o vice-líder do ranking e seu irmão, Jamie Murray, vão enfrentar Steve Darcis e Kimmer Coppejans. Se confirmarem o favoritismo, os irmãos Murray ficarão a apenas uma vitória de conquistar o título que a Grã-Bretanha não vê há 78 anos.

De volta ao saibro, após disputar seguidos torneios em quadra dura, Murray se mostrou bem adaptado ao piso mais lento. Chegou a levar uma quebra de saque no início do primeiro set, depois de se impor no serviço do rival, mas foi pouco ameaçado ao longo de toda a partida.

Bemelmans, apenas o 108º do ranking, apostou nas variações, principalmente com deixadinhas e rápidos golpes do fundo de quadra. Mas a estratégia não foi longe. Após vencer o primeiro set, Murray teve facilidade para levar a segunda parcial.

Na terceira, o tenista belga voltou a quebrar o saque de Murray e liderou o placar por breve momento. Até que o britânico devolveu a quebra e estabilizou o duelo novamente. Diante de uma oscilação do adversário, Murray voltou a se impor e fechou o jogo, após 2h24min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.