Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Charles Platiau/ Reuters
Charles Platiau/ Reuters

Murray vence Ferrer e vai à final do Masters 1000 de Paris

Em 1h35, britânico faz 2 sets a 0 sem dificuldades

Estadão Conteúdo

07 de novembro de 2015 | 13h08

O britânico Andy Murray derrotou o espanhol David Ferrer e garantiu vaga na decisão do Masters 1000 de Paris neste sábado. Sem maiores problemas, o número 3 do mundo confirmou o favoritismo e bateu o rival, oitavo colocado do ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, em 1h35min de jogo.

Murray comprovou a ótima fase que está vivendo e dominou o confronto diante de Ferrer. Agora, o britânico espera para conhecer seu adversário na luta por mais um título. Ele enfrentará quem vencer o duelo entre o número 1 do mundo, Novak Djokovic, e o suíço Stan Wawrinka, mais tarde neste sábado.

Diante de Ferrer, Murray iniciou o confronto mostrando todo seu arsenal de golpes e quebrou o adversário logo de cara. O espanhol, então, tratou de correr atrás do prejuízo e devolveu. Quando parecia que o set se encaminharia para o tie-break, o britânico voltou a aproveitar um break point para fechar.

Na segunda parcial, foi justamente Ferrer quem começou melhor e arrancou uma quebra no início. O placar apontava 3 a 1 para o espanhol quando Murray cresceu, devolveu a quebra e conseguiu mais uma no oitavo game. Depois, foi só sacar para confirmar os cinco games seguidos e a vitória.

A superioridade de Murray foi traduzida nos números. Foram 26 golpes vencedores para ele, contra somente dez de Ferrer, além de cinco aces a zero. Com isso, o britânico conseguiu a 11.ª vitória no duelo diante do rival, em 17 partidas. O último triunfo do espanhol aconteceu no ano passado, em Xangai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.