Geoff Burke/USA Today
Geoff Burke/USA Today

Nadal arrasa Dolgopolov, fatura 50ª vitória no US Open e avança

Com o triunfo, tenista espanhol chega às quartas de final, o que não acontecia desde 2013

Estadao Conteudo

04 de setembro de 2017 | 15h38

Após vitórias suadas e performances abaixo do esperado, Rafael Nadal enfim "estreou" no US Open. Com uma atuação digna de número 1 do mundo, o espanhol arrasou o ucraniano Alexandr Dolgopolov pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/4 e 6/1, em apenas 1h41min, nesta segunda-feira. Com o triunfo, ele chegou às quartas de final, o que não acontecia desde 2013.

Foi a 50ª vitória de Nadal no US Open, onde tem apenas dez derrotas desde sua estreia no Grand Slam norte-americano, em 2003. Nas quartas de final, ele terá pela frente o vencedor do confronto entre o belga David Goffin e o russo Andrey Rublev, uma das promessas do circuito. Eles se enfrentam ainda nesta segunda.

Diante de Dolgopolov, 64º do ranking, Nadal fez sua melhor partida nesta edição do US Open. Ele vinha de atuações irregulares nas três partidas anteriores, o que vinha até diminuindo seu favoritismo na briga pelo título. Coincidentemente, Nadal elevou seu nível quase ao mesmo tempo que o suíço Roger Federer, outro candidato ao título. Após dois jogos ruins, o suíço obteve uma vitória convincente sobre o espanhol Feliciano López, no sábado.

Os dois tenistas podem se cruzar na semifinal. Nadal, portanto, só precisa de mais uma vitória para tanto. Federer encara nesta segunda o alemão Philipp Kohlschreiber por uma vaga nas quartas. Espanhol e suíço brigam também pelo topo do ranking neste US Open.

Nesta segunda, Nadal terminou o jogo contra Dolgopolov sem perder seu saque. Foram apenas dois break points, devidamente salvos. Por outro lado, emplacou seis quebras de serviço. Eles quase empataram nas bolas vencedoras: 25 para o ucraniano, contra 23 do vencedor. O diferencial foram as falhas. Nadal errou pouco: apenas 11 diante de 39 do rival.

Com este desempenho, o favorito só enfrentou certa resistência ainda no set inicial, quando salvou os dois break points. Depois disso, ele deslanchou em quadra e não deu chances ao ucraniano. Na terceira parcial, Dolgopolov ainda fez um esforço para seguir no jogo, ao salvar quatro match points em seu saque. Mas Nadal converteu a quinta oportunidade para sacramentar sua sétima vitória em nove jogos disputados contra o adversário.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.