Justin Lane/EFE
Justin Lane/EFE

Nadal arrasa russo de 19 anos e avança à semifinal do US Open

Tenista espanhol vence pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/2 e 6/2

Estadao Conteudo

06 de setembro de 2017 | 17h35

O espanhol Rafael Nadal espantou qualquer chance de zebra nesta quarta-feira ao arrasar o russo Andrey Rublev pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/2 e 6/2, e garantir seu lugar na semifinal do US Open. O tenista de apenas 19 anos era a grande sensação da chave masculina, mas não resistiu à superioridade do número 1 do mundo, em apenas 1h36min.

Com o triunfo, o líder do ranking aguarda um possível confronto com o suíço Roger Federer na semifinal. Para tanto, o tenista da Suíça precisará superar o argentino Juan Martín del Potro em um duelo complicado, ainda nesta quarta, na rodada noturna do Grand Slam norte-americano, em Nova York. Nadal e Federer são os principais favoritos ao título.

Dono de dois troféus na quadra dura de Nova York, Nadal só foi ameaçado por Rublev nesta quarta no set inicial, na partida disputada na quadra central do complexo, com teto fechado, por causa da chuva. O espanhol abriu a partida quebrando o set do russo, mas o jovem devolveu logo em seguida. Foi o único momento do jogo em que houve equilíbrio. Daí em diante Nadal sobrou em quadra. Ele obteve mais duas quebras e faturou o set.

No segundo e no terceiro sets, as quebras vieram logo no começo. Na segunda parcial, Rublev ainda teve dois break points, não convertidos. Na terceira, sequer ameaçou o serviço do favorito. O russo sucumbiu diante das próprias falhas. Ele cometeu nada menos que 43 erros não forçados no duelo, contra apenas 20 de Nadal. O espanhol anotou 21 bolas vencedoras, contra 18 do jovem rival.

Atual 53º do ranking, Rublev registrou a melhor campanha de sua carreira até agora num torneio de Grand Slam. Pelo caminho até as quartas de final, ele eliminou dois tenistas do Top 20, como o belga David Goffin e o búlgaro Grigor Dimitrov. Nesta quarta, porém, abusou dos erros e demonstrou certo nervosismo em quadra.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.