Nadal avança, mas Roddick é eliminado em Wimbledon

O espanhol Rafael Nadal teve vida fácil nesta segunda-feira para avançar às quartas de final em Wimbledon. Sem sofrer nenhuma quebra de saque, o campeão do Grand Slam londrino em 2008 superou o francês Paul-Henri Mathieu por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/2 e 6/2, em pouco mais de duas horas de jogo.

AE, Agência Estado

28 de junho de 2010 | 17h52

Nas quartas, o número 1 do mundo reencontrará o sueco Robin Soderling, ao qual derrotou há poucas semanas em Roland Garros. Enquanto Nadal venceu com tranquilidade, o tenista da Suécia sofreu para avançar. Em um confronto de mais de três horas, Soderling triunfou sobre o espanhol David Ferrer por 3 sets a 2, com parciais de 6/2, 5/7, 6/2, 3/6 e 7/5.

Outro favorito que se classificou na grama inglesa foi o escocês Andy Murray, quarto cabeça de chave. Assim como Nadal, Murray passou fácil pelo norte-americano Sam Querrey, vencendo por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/3 e 6/4. Agora, o número 4 do mundo terá pela frente o francês Jo-Wilfried Tsonga nas quartas.

O único favorito que decepcionou nesta segunda foi o norte-americano Andy Roddick. Atual vice-campeão, além de já ter disputado mais duas finais em Wimbledon, Roddick foi surpreendido por Yen-Hsun Lu, de Taiwan. Diante do número 82 do mundo, o sétimo colocado do ranking mundial caiu por 3 sets a 2, com parciais de 4/6, 7/6 (7/3), 7/6 (7/4), 6/7 (5/7), e 9/7.

Mesmo com boas campanhas na grama de Londres, Roddick não conseguiu resistir a batalha de 4h36 de duração contra Yen-Hsun Lu. Nas quartas, porém, o tenista de Taiwan deve ter outro duelo complicado, contra o sérvio Novak Djokovic, terceiro favorito. Todos os jogos da próxima fase na chave masculina serão disputados nesta quarta-feira em Wimbledon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.