Nadal bate Davydenko e chega à sua 4.ª final em Montecarlo

Espanhol ganha por 2 sets a 0 e irá enfrentar o número 1 do mundo, Roger Federer, na decisão deste domingo

JULIEN PETROT, REUTERS

26 de abril de 2008 | 12h22

Atual tricampeão do Masters Series de Monte Carlo, Rafael Nadal irá disputar sua quarta final do torneio após ter derrotado o russo Nikolay Davydenko por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, neste sábado. O espanhol, segundo cabeça-de-chave da competição, irá enfrentar na final de domingo o suíço Roger Federer, que se classificou graças ao abandono do sérvio Novak Djokovic, quando perdia por 6/3 e 3 a 2, no segundo set. Djokovic agüentou uma hora e 11 minutos em quadra, mas desistiu do jogo mesmo depois de ter recebido atendimento médico. Nadal, que está focando na busca de seu quarto título consecutivo no Aberto da França, no mês que vem, não jogou tudo o que pode, mas mesmo assim ainda foi bom demais para um exausto Davydenko. O russo, que passou a ocupar a terceira colocação na Corrida dos Campeões da ATP após vencer o Masters Series de Miami contra Nadal, precisou de duas horas e 44 minutos para derrotar seu compatriota Igor Andreev pelas quartas-de-final na sexta-feira e já disputou 33 partidas nesta temporada. Nadal não perde um set em Monte Carlo desde a final de 2006 contra Federer, a quem ele derrotou no ano passado também na disputa pelo título. O espanhol venceu seus 21 últimos jogos no principado e a última vez em que foi derrotado em Monte Carlo foi em 2003 pelo argentino Guillermo Coria, na terceira rodada do torneio. Duas duplas faltas de Davydenko cederam ao espanhol a quebra no terceiro game. Nadal venceu o primeiro set em sua primeira oportunidade, quando o russo mandou um golpe de forehand para fora da quadra. Depois de uma troca de quebra de serviços no início do segundo set, Davydenko perdeu seu saque novamente no sexto game e Nadal conseguiu manter o seu no sétimo depois de defender três break points. Nadal selou a vitória em seu segundo match point, quando Davydenko novamente jogou longe uma bola de forehand depois de uma hora e 41 minutos de partida.  Atualizada às 12h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.