Nezar Balout/AFP
Nezar Balout/AFP

Nadal bate Goffin e vence o mesmo torneio pela 2ª vez em 2016

Espanhol leva taça em Abu Dhabi após vitória por 2 sets a 0

Estadão Conteúdo

31 de dezembro de 2016 | 11h31

Rafael Nadal conseguiu um feito curioso em 2016: venceu duas vezes o mesmo torneio. Neste sábado, ele bateu o belga David Goffin por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6 (7/5) para faturar o bicampeonato consecutivo do Mubadala World Tennis Championship, evento de exibição disputado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, por seis dos 12 primeiros do ranking mundial.

O feito só foi possível porque com 2016 é ano bissexto, começou e termina em um sábado. Assim, o título do torneio da pré-temporada 2016 foi conquistado em 2 de janeiro, enquanto que o da pré-temporada 2017 foi ganho neste sábado, dia 31 de dezembro.

No total, foi o quarto título de Nadal em Abu Dabi, uma vez que ele venceu o torneio de exibição também em 2010 e 2011. O sérvio Novak Djokovic tem três títulos, mas optou por não jogar a competição desta vez.

Apesar do histórico, Nadal teve que começar o torneio nas quartas de final, uma vez que é só o nono colocado do ranking mundial. Ele venceu o checo Thomas Berdych com direito a um pneu na quinta e, na sexta, passou pelo canadense Milos Raonic, por 2 a 1. Mesmo cansado, foi superior a Goffin, 11.º do mundo, na final deste sábado que foi, curiosamente, o primeiro duelo entre os dois.

Nadal estava sem jogar desde a segunda semana de outubro, quando perdeu para Viktor Troicki na primeira rodada do Torneio de Xangai, na China. À época, preferiu antecipar o final da sua temporada, ficando fora inclusive do ATP Finals, para descansar melhor antes de iniciar a temporada 2017. Visivelmente mais magro que de costume, já indica que escolheu o melhor caminho.

MURRAY VENCE

Na preliminar, valendo o terceiro lugar, Andy Murray fechou o ano com vitória, vencendo Milos Raonic por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6. Horas antes, ele havia sido condecorado com o título de Sir pela rainha Elizabeth II na Inglaterra.

Número 1 do ranking mundial, o britânico havia estreado em Abu Dabi já nas semifinais, na sexta, quando foi derrotado por Goffin. Neste sábado, conseguiu se recuperar para encerrar um ótimo 2016 vencendo. "Foi bom para terminar o ano com uma vitória", comentou.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.