Dani Pozo/AFP
Dani Pozo/AFP

Nadal cai para sétimo no ranking e deixa o Top 5 após dez anos

Mesmo com o vice em Madri, espanhol despenca na lista

Estadão Conteúdo

11 de maio de 2015 | 10h09

O espanhol Rafael Nadal está fora do Top 5 do ranking da ATP pela primeira vez nos últimos dez anos. Nesta segunda-feira, na atualização da lista após a realização do Masters 1000 de Madri, ele despencou para a sétima colocação após não conseguir defender o título conquistado no ano passado - foi vice-campeão.

Batido pelo britânico Andy Murray na decisão em Madri, Nadal descartou mil pontos e somou apenas 600 caindo para os 4.990 pontos e perdendo três posições. Assim, voltou a figurar em sétimo lugar, seu pior ranking desde o dia 2 de maio de 2005. Depois disso, ascendeu na lista e nunca mais havia figurado fora do Top 5.

A queda no ranking pode trazer complicações a Nadal na sua luta pelo décimo título de Roland Garros, Grand Slam parisiense que começa a ser disputado em duas semanas, pois lhe colocará na rota de confrontos mais complicados nas fase iniciais do torneio. E nesta semana o espanhol defende o vice-campeonato do Masters 1000 de Roma do ano passado.

O sérvio Novak Djokovic, que não jogou em Madri, segue na liderança do ranking, com 13.845 pontos. São 146 semanas como número 1 do mundo, sendo 45 seguidas. Derrotado na estreia na Espanha, o suíço Roger Federer continua em segundo lugar, com 8.645 pontos, à frente de Murray, campeão em Madri, que chegou aos 7.130.

O canadense Milos Raonic, que foi eliminado nas quartas de final em Madri, subiu para o quarto lugar no ranking, a sua melhor posição na lista, ao ganhar dois postos. O checo Tomas Berdych teve a mesma ascensão e atingiu o quinto lugar após ser semifinalista no Masters 1000 espanhol.

Ambos ultrapassaram Nadal e também o japonês Kei Nishikori, agora em sexto lugar, depois de avançar às semifinais em Madri. O espanhol David Ferrer, que parou nas quartas de final, é o oitavo colocado, seguido do suíço Stan Wawrinka, que foi eliminado na terceira rodada, e do croata Marin Cilic, que parou na segunda rodada.

O brasileiro Thomaz Bellucci ascendeu nesta atualização do ranking. Depois de furar o qualifying e ir até as quartas de final do Masters 1000 de Madri, ele ganhou nove posições e agora está em 68º lugar, com 714 pontos. Após passar pelo qualifying, Bellucci participa nesta semana do Masters 1000 de Roma.

Já João Souza segue sendo o outro tenista do País no Top 100. Feijão perdeu uma posição no ranking e agora é o número 79 do mundo.

CONFIRA O RANKING DA ATP

1º - Novak Djokovic (SER), 13.845 pontos

2º - Roger Federer (SUI), 8.645

3º - Andy Murray (GBR), 7.130

4º - Milos Raonic (CAN), 5.160

5º - Tomas Berdych (RCH), 5.140

6º - Kei Nishikori (JPN), 5.040

7º - Rafael Nadal (ESP), 4.990

8º - David Ferrer (ESP), 4.310

9º - Stan Wawrinka (SUI), 3.575

10º - Marin Cilic (CRO), 3.360

11º - Grigor Dimitrov (BUL), 3.075

12º - Gilles Simon (FRA), 2.255

13º - Feliciano Lopez (ESP), 2.245

14º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.090

15º - Gael Monfils (FRA), 2.065

16º - Kevin Anderson (RSA), 1.925

17º - John Isner (EUA), 1.855

18º - Tommy Robredo (ESP), 1.755

19º - Roberto Bautista Agut (ESP), 1.715

20º - David Goffin (BEL), 1.705

68º - Thomaz Bellucci (BRA), 714

79º - João Souza (BRA), 650

142º - André Ghem (BRA), 377

178º - Guilherme Clezar (BRA), 280

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.