Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Erik S. Lesser/EFE
Erik S. Lesser/EFE

Nadal derrota Fognini e está na final do Masters 1000 de Miami

Espanhol tentará encerrar dois tabus na decisão: obter o primeiro título no ano e o primeiro troféu em Miami

Estadao Conteudo

31 de março de 2017 | 16h30

O espanhol Rafael Nadal alcançou mais uma decisão na temporada. Nesta sexta-feira, em jogo válido pela semifinal do Masters 1000 de Miami, o sétimo do mundo e quinto cabeça de chave não deu chances para a surpresa e venceu o italiano Fabio Fognini, 40º do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 7/5, em 1h30min.

Fognini, aliás, vinha de uma campanha surpreendente em Miami, com uma importante vitória sobre o japonês Kei Nishikori nas quartas de final. Mas, diante de Nadal, um adversário que tinha vencido apenas três vezes em dez confrontos, o italiano não conseguiu repetir as boas atuações e foi facilmente derrotado.

Embora tenha feito apenas um ace, diante de três do adversário, Nadal não deu qualquer chance em seu serviço: venceu 83% dos pontos jogados com o primeiro saque, 86% com o segundo e não cedeu qualquer break point.

Para se ter uma ideia da supremacia, o espanhol perdeu apenas quatro dos 25 pontos jogados em seu serviço. Fognini, por sua vez, com apenas 26% de pontos ganhos com o segundo saque, atuou sob constante pressão e até tentou reagir no segundo set, mas não teve força para levar o duelo à parcial decisiva.

Vice-campeão do Aberto da Austrália e do Torneio de Acapulco neste ano, quando perdeu respectivamente para Roger Federer e Sam Querrey, o espanhol tentará encerrar dois tabus na decisão: obter o primeiro título no ano e o primeiro troféu em Miami, uma das raras grandes competições jamais vencidas pelo espanhol. Ele acumula quatro vice-campeonatos no torneio americano.

Mas, para isto, Nadal não terá vida fácil. Seu desafiante na final sairá do vencedor do confronto entre o próprio Federer, quarto favorito, e o australiano Nick Kyrgios, 12º cabeça de chave. Eles se enfrentam ainda nesta sexta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
TênistênisRafael Nadal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.