Nadal desafia vilão russo na final de Miami

Espanhol deverá contar com o apoio da torcida neste domingo para a final contra o 'suspeito' Davydenko

Chiquinho Leite Moreira, O Estado de S. Paulo

05 de abril de 2008 | 11h41

Mesmo não sendo norte-americano, o espanhol Rafael Nadal deve ganhar a torcida neste domingo para a final do Masters Series de Miami, diante de Nilolay Davydenko. Além da hispanidad exercer enorme influência no estado da Flórida, o tenista russo é visto como o atual vilão do tênis. Está envolvido até o pescoço em suspeitas de manipulação de resultados, no escândalo das apostas, e acentuou sua antipática nos Estados Unidos, ao derrubar nas semifinais o ídolo local, Andy Roddick, ao vencê-lo por 7/6 e 6/2. A decisão será às 14 horas de Brasília, com SporTV, e o campeão irá acumular um prêmio de US$ 590 mil.   Mais do que engordar sua conta bancária, Rafael Nadal quer conquistar o primeiro título da temporada e se levantar o troféu de campeão neste domingo irá ver sua diferença com o líder Roger Federer diminuir para pouco mais de 500 pontos. Pode ser o começo de uma escalada do espanhol para chegar a primeira vez na carreira ao topo do ranking, além de passar a colocar uma forte pressão no tenista suíço.   Nadal vem fazendo um bom torneio em Miami. Nas semifinais passou pelo checo Tomas Berdych (7/6 e 6/2) e deixou a quadra convencido de que está em boa forma. "Estou jogando bem melhor do que estive na Austrália. Joguei bem em todo o torneio de Miami."   O visão Davydenko, dono de um estilo de jogo feio, mas de invejável eficiência, deixou a quadra, após vencer Roddick, com um sorriso irônico no rosto, como se estivesse se deleitando com a frustração do público ao ver o último norte-americano do torneio dizer adeus à disputa do título. Na entrevista esteve distante, sem se envolver, como sempre. "Tive um pouco de sorte e fiquei surpreso como venci o Roddick."

Tudo o que sabemos sobre:
TênisAberto de Miami

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.