Julain Finney/AFP
Julain Finney/AFP

Nadal desiste do ATP Finals e anuncia cirurgia no tornozelo

Tenista diz que problemas físicos têm atrapalhado seu desempenho nos últimos meses

O Estado de S.Paulo

05 Novembro 2018 | 15h53

Rafael Nadal confirmou nesta segunda-feira que não vai disputar o ATP Finals, que vai encerrar a temporada do circuito masculino na próxima semana. O tenista espanhol alegou dores abdominais e uma cirurgia no tornozelo para ficar de fora do torneio que reúne os oito melhores do ano, em Londres, entre os dias 11 e 18.

O atual número dois do mundo - perdeu a liderança para Novak Djokovic nesta segunda - explicou que apresenta um fragmento solto no tornozelo que vinha o incomodando nos últimos meses. Ele disse que vai aproveitar as dores abdominais, que causaram sua ausência no Masters 1000 de Paris, para realizar a operação que não é de urgência.

"Infelizmente tive um problema no abdômen em Paris, na semana passada, e, além disso, tenho um fragmento na articulação do tornozelo que precisa ser removido em uma cirurgia hoje", disse o espanhol, em comunicado publicado nesta segunda em suas redes sociais.

Nadal destacou que o problema no tornozelo não foi detectado agora. "É certo que havíamos diagnosticado o problema há algum tempo e, de vez em quando, o fragmento me incomodava. Como o problema no músculo abdominal já me impediria de jogar em Londres, aproveitamos o momento para remover o fragmento e evitar futuros problemas", esclareceu o atleta de 32 anos.

Fora do ATP Finals, o espanhol vai encerrar a sua temporada agora. Sua meta é aproveitar as semanas restantes para se recuperar da cirurgia antes de iniciar a pré-temporada, em dezembro. "Desta maneira, espero estar em boas condições para a próxima temporada. Agradeço pelo apoio de todos."

Com a revelação do novo problema físico, Nadal encerra uma temporada marcada por ao menos três lesões. A mais grave foi no joelho direito, que o tirou da semifinal do US Open, diante do argentino Juan Martín del Potro. Outra aconteceu na semana passada, impedindo sua presença no Masters de Paris. E, agora, o espanhol revelou o problema no tornozelo.

A ausência na capital francesa custou ao espanhol a liderança do ranking. Djokovic só precisou vencer um jogo no torneio, no qual foi vice-campeão, para garantir a retomada da ponta. E, com a decisão de Nadal de não disputar o ATP Finals, o sérvio assegura automaticamente a liderança até o fim do ano.

Em Londres, Nadal deve ser substituído pelo norte-americano John Isner. As chaves da competição serão sorteadas ainda nesta segunda.

O espanhol encerrou sua temporada com a marca de 45 vitórias e apenas quatro derrotas. Com este retrospecto, faturou cinco títulos, incluindo o de Roland Garros. Foi o seu 17º troféu de Grand Slam na carreira. Só está atrás dos 20 do suíço Roger Federer.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Rafael Nadaltênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.