Nadal diz que desistir da Copa Davis foi bom para a Espanha

O tenista espanhol Rafael Nadal, número dois do mundo, disse que pediu dispensa da equipe espanhola que enfrentará os Estados Unidos nas quartas-de-final da Copa Davis porque não queria prejudicar seus companheiros."Eu não poderia ir sem estar 100%, porque isso seria trapacear os torcedores e meus companheiros de equipe", explicou Nadal à imprensa espanhola. "É diferente jogar por minha conta em um torneio como este, em Miami, onde sou apenas eu que ganho ou perco. Mas na Copa Davis eu jogo pelo meu país e não posso arriscar."Nadal não pôde defender a Espanha na vitória por 3 a 2 sobre a Suíça na primeira rodada, em fevereiro, devido a uma contusão em cima da hora, deixando seus três companheiros responsáveis por todo o confronto.O espanhol disse que seu pé está dolorido e que não agüentaria mais uma semana jogando em quadra dura. Por isso, Tommy Robredo foi convocado para o lugar de Nadal, ao lado de David Ferrer, Feliciano López e Fernando Verdasco.O confronto será disputado na quadra coberta do Joel Coliseum, em Winston-Salem, Carolina do Norte, entre 6 e 8 de abril. Quem vencer enfrentará Suécia ou Argentina em uma das semifinais, entre 21 e 23 de setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.