Dave Hunt / Reuters
Dave Hunt / Reuters

Nadal e Djokovic despacham rivais e Espanha e Sérvia vencem na estreia da ATP Cup

Japão, Argentina, França e Croácia foram outras equipes a vencerem suas disputas

Redação, Estadão Conteúdo

04 de janeiro de 2020 | 13h37

Liderados por seus principais astros Rafael Nadal e Novak Djokovic, Espanha e Sérvia estrearam com vitória neste sábado no segundo dia da ATP Cup, torneio entre nações disputado em quadras australianas que marca o início da temporada 2020 do tênis.

Número 1 do mundo, Rafael Nadal superou o principal tenista da Geórgia Nikoloz Basilashvili por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/5. A Espanha fez 3 a 0 no confronto, já que venceu seus dois outros jogos. Roberto Bautista Agut arrasou Aleksandre Metreveli com um duplo 6/0 e, nas duplas, Pablo Carreno Busta e Feliciano Lopez Aleksandre Bakshi triunfaram diante de Aleksandre Bakshi e George Tsivadze por 2 a 0 (6/3 e 6/4).

A Sérvia também triunfou por 3 a 0 diante de seu adversário na rodada inicial, a África do Sul. Vice-líder do ranking da ATP, Novak Djokovic bateu Kevin Anderson, número 91 do mundo, por 2 sets a 0, com um duplo 7/6 (7/5 e 8/6). Dusan Lajovic passou por Lloyd Harris por 2 a 1 de virada, parciais de 3/6, 7/6 e 6/3 e, nas duplas, Nikola Cacic e Viktor Troicki despacharam Raven Klaasen e Ruan Roelofse por 2 a 0, parciais de 6/3 e 6/2.

Quem também fez 3 a 0 foram Japão e Croácia. Os japoneses venceram seus três confrontos diante dos uruguaios sem perder um set sequer: Go Soeda superou Martin Cuevas por 6/1 e 6/3, Yoshihito Nishioka massacrou Pablo Cuevas por 6/0 e 6/1 e a dupla formada por Toshihide Matsui e Ben McLachlan levou a melhor sobre Ariel Behar e Pablo Cuevas com um triunfo por 7/6 (7/5) e 6/4.

Os croatas contaram com bom desempenho de Marin Cilic e Borna Coric para largar na frente contra os austríacos. O primeiro, número 39 do mundo, passou por Denis Novak de virada, por 2 a 1, parciais de 6/7 (4/7), 6/4 e 6/4, e o segundo despachou uma das estrelas da competição, o jovem Dominic Thiem, quarto colocado no ranking da ATP. Coric perdeu o primeiro set por 6/7 (4/7), mas se recuperou na partida e venceu as duas parciais seguintes por 6/2 e 6/3. Nas duplas, Oliver Marach e Jurgen Melzer bateram Ivan Dodig e Nikola Mektic por 2 a 0.

Argentina e França tiveram mais dificuldade, mas também triunfaram na primeira rodada. Os argentinos fizeram 2 a 1 na Polônia e contaram com triunfos de Guido Pella sobre Kamil Majchrzak por 2 sets a 1, e da parceria Maximo Gonzalez e Andres Molteni por 2 a 0 sobre Hubert Hurkacz e Lukasz Kubot, este último que é o atual parceiro do brasileiro Marcelo Melo. Diego Schwartzman foi derrotado por Hubert Hurkacz por 2 a 1.

Os franceses obtiveram uma vitória na simples e outra na dupla para derrotar o Chile. No confronto entre os dois melhores colocados de cada país, Gael Monfils, décimo da ATP, e Cristian Garín, número 33 do mundo, o francês levou a melhor por 2 a 0, parciais de 6/3 e 7/5. No outro duelo de simples, Benoit Paire superou Nicolas Jarry de virada, por 2 a 1. Os chilenos venceram apenas nas duplas. Cristian Garin e Nicolas Jarry voltaram para a quadra e derrotaram Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin por 2 a 0 (7/5 e 6/2).

A ATP Cup é organizada pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e estreia no calendário em 2020. A competição tem apoio maciço dos tenistas e oferece vantagens em relação à Copa Davis, como o valor da premiação, com distribuição total de US$ 15 milhões (cerca de R$ 61 milhões), e os pontos no ranking: até 750 para tenistas de simples e 250 para duplistas.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisNovak DjokovicRafael Nadal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.