ANNE-CHRISTINE POUJOULAT/ AFP
ANNE-CHRISTINE POUJOULAT/ AFP

Nadal ganha fácil, e Alcaraz passa aperto para chegar à 3ª rodada de Roland Garros

Tenistas da Espanha são os grandes destaques do saibro na atualidade e grandes favoritos a levar o troféu do Grand Slam de Paris

Redação, Estadão Conteúdo

25 de maio de 2022 | 18h28

Os dois espanhóis que figuram entre os favoritos à conquista de Roland Garros viveram uma quarta-feira distinta no Grand Slam francês. Enquanto o experiente veterano Rafael Nadal não teve trabalho em sua partida, ganhando em sets diretos (6/3, 6/1 e 6/4), o jovem promissor Carlos Alcaraz precisou salvar um match point antes de fechar após cinco sets (6/1, 6/7 (7/9), 5/7, 7/6 (7/2 e 6/4).

Nadal venceu seu segundo jogo seguido sem ceder sets, desta vez contra o francês Corentin Moutet, em 2 horas e doze minutos, menos da metade do tempo de jogo de Alcaraz. O espanhol iniciou o jogo de maneira arrasadora e abrindo logo 3 a 0. Fecheou em 6/3 no segundo set point. A parcial seguinte foi ainda mais fácil. Abriu 4 a 0 e fechou com 6/1, na terceira quebra de saque.

Moulet quis aprontar na parcial seguinte e iniciou quebrando. Abriu 2 a 0 e não conseguiu manter o saque. Mesmo assim, levou igual até 4 a 3, quando acabou quebrado. Bastava Nadal confirmar o serviço para fechar. Eis que o francês mais uma vez surpreendeu e "voltou" para o set aproveitando o segundo breakpoint. A alegria durou pouco, com nova quebra e triunfo espanhol em 6/4.

Já Alcaraz iniciou a partida contra o compatriota Albert Ramos-Vinola passando a impressão que venceria fácil. Amplo favorito, o número 6 do mundo foi logo aplicando 6 a 1, com direito a duas quebras e fechando no segundo set point após somente 26 minutos.

O rival, contudo, endureceu e complicou a vida do jovem de 19 anos. Igualou o jogo em 1 a 1 ao ser mais preciso em um set sem quebras e decidido com 9/7 no tie-break. Na parcial seguinte, abriu 3 a 1, cedeu a igualdade, voltar a quebrar em 6/5 e sacou para virar a partida.

Alcaraz não podia mais errar. E começou bem o quarto set, aproveitando um breakpoint e abrindo 2 a 0. Acabou cedendo a quebra logo depois e novamente, no nono game. Bastava a Vinolas confirmar o saque para deixar a sensação do momento pelo caminho. Teve uma oportunidade, mas não aproveitou e acabou cedendo o 5 a 5. O jogo foi ao tie-break e o jovem foi bem melhor, com 7 a 2.

No quinto set, Vinolas voltou mais calmo e fez logo 3 a 0. Tudo parecia caminhar de maneira correta, mas a reação de Alcaraz impressionou. Ele quebrou o serviço do oponente três vezes seguidas e fechou com pontos seguidos no saque em 6/4. Após batalha de 4 horas e 38 minutos, festejou muito uma vitória bastante sofrida.

Alcaraz agora terá um cabeça de chave pelo caminho. Na sexta-feira, encara o americano Sebastian Korda (27º), que bateu o francês Richard Gasquet com 7/6 (7/5), 6/3 e 6/3. O búlgaro Grigor Dimitrov fez 6/0, 6/4 e 6/3 no croata Borna Coric e será rival do argentino Diego Schwartzman.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.