Sebastien Nogeir / EFE
Sebastien Nogeir / EFE

Nadal inicia busca pelo seu 11º título em Montecarlo com vitória arrasadora

Milos Raonic derrota italiano e enfrentará Marin Cilic na próxima rodada

Estadão Conteúdo

18 de abril de 2018 | 13h06

Dez vezes campeão do Masters 1000 de Montecarlo, Rafael Nadal iniciou de forma arrasadora a busca pelo seu 11º troféu do importante torneio realizado em quadras de saibro. Atual líder do ranking mundial, o tenista espanhol atropelou o esloveno Aljaz Bedene por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3, nesta quarta-feira, em sua estreia no confronto válido já pela segunda rodada da competição.

+ Djokovic perde nove match points, mas bate croata e avança às oitavas em Montecarlo

+ Zverev, Dimitrov e Thiem sofrem e vencem de virada em Montecarlo

Como principal cabeça de chave, Nadal abriu campanha nesta fase e assim assegurou classificação às oitavas de final. O seu próximo adversário será o russo Karen Khachanov, 38º colocado da ATP, que horas mais cedo derrotou o francês Gilles Simon por duplo 6/2.

Atual bicampeão do evento monegasco com os títulos obtidos em 2016 e 2017, o espanhol também ergueu o troféu deste torneio em 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012. E, caso volte a confirmar a condição de "rei de Montecarlo", ele também se tornará recordista isolado de conquistas de Masters - com 30 taças, divide hoje a condição de maior campeão desta série de torneios com o sérvio Novak Djokovic.

Nesta quarta, Nadal precisou de apenas 78 minutos em quadra para confirmar favoritismo diante de Aljaz Bedene, 58º colocado da ATP. Além de confirmar todos os seus saques, o espanhol aproveitou quatro de oito chances de quebrar o serviço do esloveno.

Essa foi, por sinal, a segunda vez que o espanhol enfrentou o adversário, que curiosamente havia sido batido anteriormente pelo rival na edição de 2016 do mesmo Masters 1000 de Montecarlo, então por duplo 6/3.

Para Nadal, um almejado 11º título em Montecarlo também significará a sua permanência na ponta do ranking mundial, pois ele defende os 1.000 pontos que somou com a conquista do ano passado. Ele está apenas 100 pontos à frente do suíço Roger Federer, atual vice-líder, que tem chance de retomar o topo oficialmente na próxima segunda-feira mesmo após ter anunciado que ficaria fora de toda a temporada de saibro do circuito profissional.

Em outro jogo encerrado há pouco tempo em Montecarlo, o canadense Milos Raonic também avançou às oitavas de final ao bater o italiano Marco Cecchinato por 7/6 (7/5) e 6/2. O seu próximo rival sairá da partida entre o croata Marin Cilic, segundo cabeça de chave, e o espanhol Fernando Verdasco.

Mas, se por um lado Cecchinato não conseguiu surpreender o ex-Top 10 Raonic, por outro Andreas Seppi garantiu a presença de um tenista da Itália nas oitavas ao derrotar o espanhol Guillermo Garcia-Lopez por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 6/3 e 7/5. Assim, se credenciou para encarar o japonês Kei Nishikori na próxima fase.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRafael Nadal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.