Marcos de Paula/ Estado
Marcos de Paula/ Estado

Nadal levanta o público com seu carisma e seriedade no Rio Open

O espanhol valoriza ritual que já o marcou a cada saque em torneios pelo mundo todo, como ajeitar o calção antes de bater na bolinha

O Estado de S. Paulo

20 de fevereiro de 2015 | 17h56

Um dos melhores tenistas do mundo mostra simpatia e muita técnica no Brasil. Rafael Nadal, já classificado para as quartas de final do Rio Open, não cansa de exaltar a simpatia do torcedor carioca. Rafa aproveita sua passagem pelo País para recuperar a forma. Ele mesmo admite que o Rio Open é uma maneira de trabalhar no saibro. Nadal está à vontade no Rio, mesmo depois de eliminar o melhor tenista brasileiro, Thomaz Bellucci, na abertura do torneio.

Em quadra, no Brasil ou em qualquer lugar, o número 3 do mundo mantém seu ritual a cada saque. Os movimentos são sempre os mesmos, já memorizados pelo jogador há anos. O público sempre o espera. O Estadão registrou esse ritual do tenista espanhol, que nesta sexta tenta avançar na competição diante do uruguaio Pablo Cuevas. O jogo deverá acontecer por volta das 21 horas. Para chegar às quartas, Nadal ganhou do seu compatriota Pablo Carreño por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRafael NadalRio Open

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.