Lionel Cironneau/AP
Lionel Cironneau/AP

Nadal perde set, mas supera Murray e vai à final no Masters de Montecarlo

Número 1 do Mundo supera escocês por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 2/6 e 6/1, e Ferrer na decisão

AE, Agência Estado

16 de abril de 2011 | 14h07

Rafael Nadal sofreu neste sábado para alcançar mais uma final no Masters 1000 de Montecarlo. Invicto no torneio há seis anos, o espanhol perdeu um set e precisou de três horas para superar o escocês Andy Murray, que quase não entrou em quadra por conta de dores no cotovelo, por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 2/6 e 6/1.

O número 1 do mundo buscará o heptacampeonato no saibro de Montecarlo diante do compatriota David Ferrer, que disputará sua segunda final de um Masters 1000. Neste sábado, ele derrotou o austríaco Jurgen Melzer, algoz de Roger Federer nas quartas de final, por 6/3 e 6/2.

Com o resultado na semifinal deste sábado, Nadal alcançou sua 36.ª vitória seguida em Montecarlo, desde 2005, quando foi campeão pela primeira vez em Mônaco. Desde então, acumulou seis títulos em sequência. No domingo, o líder do ranking buscará o seu 19º troféu em torneios Masters 1000.

Para chegar a mais esta decisão, Nadal precisou suar neste sábado. Chegou a perder um set, o que não acontecia em Montecarlo desde a final de 2009, quando derrotou o sérvio Novak Djokovic por 2 a 1.

Em baixa na temporada, Murray quase ficou de fora da semifinal. Ele precisou ser avaliado pelos médicos antes do jogo por causa de dores no cotovelo. Durante o jogo, precisou ser atendido em quadra.

No entanto, as dores não o atrapalharam nos dois primeiros sets. Mostrando um tênis de alto nível, o escocês fez grandes disputas com o espanhol, com boas trocas de bola e equilíbrio no fundo de quadra. Nadal chegou a abrir 4/1 no set inicial, mas viu o rival igualar o placar, antes de vencer por 6/4.

Mais agressivo no segundo set, Murray aproveitou os erros de Nadal para impor três quebras de saque ao número 1. A primeira delas, a mais sofrida, veio somente depois de um game de 19 minutos. O escocês acabou fechando a parcial por 6/2.

Nadal, porém, retomou seu jogo no terceiro set, enquanto o escocês reclamava de dores no cotovelo e perdia a concentração. Mais focado, o espanhol obteve três quebras de serviço e teve pouco trabalho para fechar a parcial e o jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.