Nadal quer revelação de detalhes sobre testes antidoping

O espanhol Rafael Nadal disse que os exames antidoping nos esportes deveriam buscar um equilíbrio entre pegar aqueles que trapaceiam e respeitar os atletas. "Nem todos temos que pagar por alguns pecadores", disse o tenista em Viña del Mar, no Chile, onde realiza sua volta ao esporte após sete meses afastado das quadras por causa de uma lesão no joelho esquerdo.

AE-AP, Agência Estado

09 de fevereiro de 2013 | 10h57

Nadal havia dito anteriormente, nesta semana, que realizou seis exames de sangue e urina desde que foi eliminado em Wimbledon no dia 28 de junho. O espanhol, dono de 11 títulos dos torneios do Grand Slam, afirmou que deveria se tornar público quem passou por testes e com qual frequência.

"Que os controles sejam públicos, que façam os controles que tenham que fazer, com educação e respeito ao jogador ou atleta", disse. "Mas todos os controles são necessários para que o esporte saia limpo".

Todos os jogadores de tênis estão sujeitos a serem testados sem aviso prévio. A confissão no mês passado de Lance Armstrong de ter utilizado substâncias proibidas em seus sete títulos da Volta da França aumentou as atenções sobre o doping em todas os esportes.

"O importante é que aqueles que trapaceiam paguem pelas trapaças que fazem", disse Nadal. "Com Armstrong, sua imagem, do ciclismo especialmente, saiu prejudicada, e o esporte em geral".

Tudo o que sabemos sobre:
tênisNadaldoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.