THOMAS SAMSON / AFP
THOMAS SAMSON / AFP

Nadal sobe para o 4º lugar no ranking após 14º título em Roland Garros; veja o Top 10

Recordista em troféus de Grand Slams, tenista espanhol chega aos 7.525 pontos, se aproxima de Zverev e volta a vislumbrar o topo da ATP; Swiatek lidera com folga no feminino

Redação, Estadão Conteúdo

06 de junho de 2022 | 09h40

Após levantar o troféu de Roland Garros pela 14ª vez, Rafael Nadal voltou a subir no ranking. O tenista espanhol retornou ao quarto posto na atualização desta segunda-feira, aproximando-se dos primeiros colocados. Vice-campeão em Paris, o norueguês Casper Ruud também ascendeu na lista da ATP.

Nadal chegou aos 7.525 pontos e se aproximou do terceiro colocado, Alexander Zverev. O alemão foi seu rival na semifinal em Paris e precisou abandonar porque rompeu ligamentos laterais do pé direito. Com 7.795, Zverev corre o risco de perder seguidas posições na lista porque pode ficar afastado das quadras por várias semanas.

O espanhol, contudo, tem chances remotas de superar o alemão porque também se recupera de lesão e não deve disputar torneios nas próximas semanas. Ele ainda não confirmou presença em Wimbledon, que começa no dia 27 deste mês, mas, mesmo se jogar, não poderá somar pontos porque a ATP retirou a pontuação desta edição do Grand Slam britânico como consequência da decisão de não aceitar tenistas russos e belorussos no torneio.

Mesmo assim, Nadal pode vislumbrar a briga pelo topo nos próximos meses se conseguir manter regularidade no circuito. A liderança do ranking pertence ao sérvio Novak Djokovic, com 8.770 pontos.

Vice-campeão no domingo, Ruud teve motivos para celebrar nesta segunda. Ele subiu duas posições e aparece agora no sexto lugar, sua melhor colocação da carreira. Em outras mudanças no Top 10, o grego Stefanos Tsitsipas, o espanhol Carlos Alcaraz e o russo Andrey Rublev sofreram quedas, de uma posição cada. O tenista da Grécia figura em 5º, enquanto Alcaraz é o 7º e Rublev, o 8º.

Entre os brasileiros, Thiago Monteiro subiu uma posição e está em 99º. Felipe Meligeni perdeu nove colocações (195º), enquanto Matheus Pucinelli (221º) e Daniel Dutra Silva (238º) galgaram três e 34 posições, respectivamente.

Swiatek 'sobra' no ranking feminino

Campeã pela segunda vez em Roland Garros, a polonesa Iga Swiatek ampliou ainda mais a vantagem na liderança. A número 1 do mundo tem praticamente o dobro de pontos da tenista que vem na segunda colocação (8.631 a 4.326), que agora é ocupada pela estoniana Anett Kontaveit, em sua melhor posição da carreira. Kontaveit subiu três lugares apesar da queda na primeira rodada em Paris.

A espanhola Paula Badosa ganhou um posto e está em terceiro, sendo seguida da tunisiana Ons Jabeur, outra que caiu cedo em Roland Garros. Em quinto está a grega Maria Sakkari, que perdeu duas posições. Na sequência vem a belarussa Aryna Sabalenka e a checa Karolina Pliskova, que subiram uma colocação cada. A americana Jessica Pegula ganhou três postos e figura em 8º.

A tenista brasileira mais bem ranqueada é Beatriz Haddad Maia, no 48º posto. Ela manteve a posição que tinha antes do início de Roland Garros, há duas semanas. Laura Pigossi caiu duas posições e aparece agora em 124º.

Confira abaixo o ranking masculino

1º - Novak Djokovic (SER), 8.770 pontos

2º - Daniil Medvedev (RUS), 8.160

3º - Alexander Zverev (ALE), 7.795

4º - Rafael Nadal (ESP), 7.525

5º - Stefanos Tsitsipas (GRE), 6.100

6º - Casper Ruud (NOR), 5.050

7º - Carlos Alcaraz (ESP), 5.005

8º - Andrey Rublev (RUS), 4.260

9º - Felix Auger-Aliassime (CAN), 3.955

10º - Matteo Berrettini (ITA), 3.805

Confira abaixo o ranking masculino

1º - Iga Swiatek (POL), 8.631 pontos

2º - Anett Kontaveit (EST), 4.326

3º - Paula Badosa (ESP), 4.245

4º - Ons Jabeur (TUN), 4.150

5º - Maria Sakkari (GRE), 4.016

6º - Aryna Sabalenka (BEL), 3.966

7º - Karolina Pliskova (RCH), 3.678

8º - Jessica Pegula (EUA), 3.255

9º - Danielle Collins (EUA), 3.255

10º - Garbiñe Muguruza (ESP), 3.060

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.