Nadal refuta acusações de Murray sobre corrupção no tênis

Tenista escocês havia declarado que a prática de armação de partidas era comum no esporte

Reuters,

11 de outubro de 2007 | 09h08

O tenista número dois do mundo, Rafael Nadal, disse não ter visto nenhuma evidência que sustente as alegações de Andy Murray de que a corrupção é reinante no esporte. "Acho que ele extrapolou, não acho que nada disso aconteça", afirmou Nadal, de acordo com relatos da imprensa espanhola nesta quinta-feira. "Eu sou o número dois no mundo...vejo o que acontece no circuito, assim como ele, e não sou tão estúpido para não saber o que está acontecendo." "Duvido muito que ele [Murray] saiba mais do que qualquer um. Eu acho que todo mundo dá 100% e que não há jogos combinados", afirmou. Murray declarou na terça-feira que jogadores estariam cientes de que partidas no ATP Tour são manipuladas. A ATP informou posteriormente que os jogadores teriam 48 horas para relatar ao órgão regulador do tênis se haviam sido procurados para entregar uma partida ou correriam risco de punições caso não o fizessem. O espanhol Nadal e o britânico Murray vão participar do Masters Series em Madri, na próxima semana. (Por Simon Baskett)

Tudo o que sabemos sobre:
Rafael NadalAndy Murray

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.