Valery Hache/AFP
Valery Hache/AFP

Nadal sofre, mas bate Ferrer e fará semi com Djokovic em Montecarlo

Número 5 do ranking desbanca compatriota por 2 sets a 1

Estadão Conteúdo

17 de abril de 2015 | 13h01

O espanhol Rafael Nadal sofreu um pouco, mas confirmou o seu favoritismo diante do compatriota David Ferrer para ir à semifinal do Masters 1000 de Montecarlo. Ele precisou de duas horas e 44 minutos para vencer por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 5/7 e 6/2, nesta sexta-feira, e assim se credenciou para encarar o sérvio Novak Djokovic na luta por uma vaga na decisão da competição realizada em quadras de saibro.

Cabeça de chave número 3 do principado monegasco, Nadal também deu uma espécie de troco em Ferrer, que no ano passado eliminou o compatriota justamente nas quartas de final do Masters de Montecarlo. No retrospecto geral do confronto entre os dois, por sua vez, o atual quinto colocado do ranking mundial leva ampla vantagem, agora acumulando a sua 23ª vitória em 29 partidas com o rival.

Oito vezes campeão em Montecarlo, onde reinou de forma incrível entre 2005 e 2012, Nadal agora irá travar um esperado duelo com Djokovic, líder do ranking mundial, que horas mais cedo arrasou o croata Marin Cilic por 6/0 e 6/3. Desta forma, o sérvio chegará ao jogo deste sábado bem mais descansado que o seu adversário.

Neste desgastante embate com Ferrer, Nadal obteve a vantagem de 6/4 no primeiro set ao conseguir duas quebras de saque e ao ser superado apenas uma vez com o serviço na mão. Em seguida, ele parecia que encaminharia de forma rápida o seu triunfo ao conquistar duas quebras seguidas e abrir 3/0. Entretanto, Ferrer reagiu e, mesmo após receber atendimento médico por causa de uma lesão no pé, empatou o jogo em 7/5 em um set no qual converteu três de quatro break points e seu rival chegou a servir para fechar a partida.

Na terceira e derradeira parcial, Nadal voltou a jogar de forma sólida e, diante de um rival que estava visivelmente sofrendo com dores no pé, converteu dois de quatro break points para fechar a partida em 6/2.

DUPLAS

Em outro jogo já encerrado nesta sexta em Montecarlo, os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini venceram os franceses Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/2, e se garantiram na semifinal da chave de duplas da competição.

E os próximos adversários dos italianos serão o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig, cabeças de chave número 2 do torneio. Horas mais cedo, eles também asseguraram um lugar na briga por uma vaga na decisão ao derrotarem o brasileiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya com parciais de 6/3 e 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.