Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

Nadal sofre, mas vence algoz de Djokovic e vai à semifinal em Barcelona

Espanhol precisou de 1h45 para superar o eslovaco Martin Klizan, atual 140º do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 7/5

Estadão Conteúdo

27 de abril de 2018 | 13h34

O espanhol Rafael Nadal sofreu nesta sexta-feira, mas garantiu seu lugar na semifinal do Torneio de Barcelona, diante da sua torcida. O número 1 do mundo não perdeu set, mas precisou de 1h45min para superar o eslovaco Martin Klizan, atual 140º do mundo, pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 7/5.

+ Confira o noticiário do tênis

Na semifinal, o líder do ranking vai enfrentar o vencedor do duelo entre o belga David Goffin e o também espanhol Roberto Bautista Agut. Eles entrarão em quadra ainda nesta sexta, no encerramento da rodada.

Apesar do triunfo, Nadal esteve perto de perder nesta sexta a invencibilidade na série recorde de sets vencidos, por causa de oscilações no segundo set da partida. Ao todo, ele soma agora 42 parciais vencidas de forma consecutiva sobre o saibro. Com este embalo, ele busca conquistar seu 11º troféu em Barcelona, assim como fez no Masters 1000 de Montecarlo, na semana passada.

Nadal sofreu nesta sexta porque oscilou ao longo dos dois sets. No primeiro, fez exibição arrasadora, ao acumular três quebras de saque em sequência, fechando o "pneu". Mas, no segundo, o tenista da casa passou a cometer erros na rede e sofria com as curtinhas do rival.

Klizan, que havia eliminado o sérvio Novak Djokovic na estreia, abriu 2/0 na parcial e manteve a vantagem de uma quebra até sacar para o set. Ele desperdiçou três sets points e acabou sofrendo a quebra e o empate na parcial. Nadal, então, voltou a crescer na partida ao impor nova quebra e confirmar o favoritismo.

A outra semifinal de Barcelona já está definida. Será entre o surpreendente grego Stefanos Tsitsipas e o local Pablo Carreño-Busta. Ambos eliminaram rivais cotados para o título. Tsitsipas despachou o austríaco Dominic Thiem, terceiro cabeça de chave, por 6/3 e 6/2. Já o tenista da casa superou o búlgaro Grigor Dimitrov, segundo pré-classificado, por 6/3 e 7/6 (7/4).

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRafael Nadal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.