Manuel Bruque/EFE
Manuel Bruque/EFE

Nadal tem volta confirmada e fechará 1º dia do duelo Espanha x Alemanha na Davis

Tenista número 1 do mundo será o principal nome da equipe espanhola nas quartas de final do torneio

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2018 | 12h34

Sem jogar desde a sua eliminação nas quartas de final do Aberto da Austrália, em janeiro, Rafael Nadal teve apenas nesta quinta-feira a sua volta às quadras oficialmente confirmada para esta sexta, quando enfrentará Philipp Kohlschreiber no jogo que fechará o primeiro dia do confronto entre Espanha e Alemanha, em Valência, pela Copa Davis.

+ Mais notícias de tênis

+ Capitão do Brasil na Davis escala Monteiro e Clezar nos jogos de simples

+ Na semana em que voltará às quadras, Nadal reassume ponta do ranking

O embate entre os dois países é valido pelas quartas de final do Grupo Mundial da competição e será realizado em quadra de saibro, piso em que Nadal costuma ser dominante contra a grande maioria dos seus adversários. E este retorno ocorrerá na mesma semana em que o tenista reassumiu a liderança do ranking mundial, o que foi possível graças ao descarte de pontos do suíço Roger Federer, que caiu para o segundo lugar da ATP ao não conseguir defender a pontuação atingida como campeão do Masters 1000 de Miami, onde neste ano foi eliminado de forma surpreendente na estreia.

O sorteio da ordem das partidas do confronto entre espanhóis e alemães foi realizado nesta quinta-feira, quando também soube-se que David Ferrer, atual 33º colocado do ranking mundial, abrirá contra Alexander Zverev, o 4º colocado da ATP, a disputa dos dois países para avançar à semifinal da Davis. Logo em seguida, Nadal pega Kohlschreiber, hoje o 34º tenista do mundo.

Já para sábado foi programado o confronto de duplas no qual Feliciano López e Marc López estão pré-escalados para encarar Jan-Lennard Struff e Tim Puetz. E, finalmente no domingo, ocorrerá a inversão dos duelos de simples de sexta-feira, com Nadal abrindo o dia contra Zverev, no mais interessante jogo desta série melhor de cinco partidas, que depois será fechada com Ferrer medindo forças com Kohlschreiber.

Marc López, por sua vez, se apresentará nas próximas horas para se juntar à equipe espanhola, pois foi chamado de última hora para substituir Pablo Carreño Busta, descartado do jogo de duplas por causa de uma "lesão no polegar", segundo informou a Real Federação Espanhola de Tênis (RFET).

Grande atração deste embate em Valência, Nadal tentará também provar que está recuperado de uma lesão na perna direita. Ao ser questionado em entrevista coletiva se está 100% reabilitado do problema, o ídolo espanhol afirmou, de forma bem-humorada: "Eu não era muito bom em matemática na escola. Então eu não sei sobre porcentagens, mas estou aqui para jogar, e para jogar tão bem quanto for possível".

O número 1 do mundo também lembrou que já está sendo uma vitória o simples fato de poder defender a Espanha neste confronto com a Alemanha, o que estava em dúvida ainda nesta semana, pois ele ainda está na fase final de recuperação da sua lesão. "No começo, minha ideia era estar aqui, mas nós temos de ser respeitosos com a lesão. Ele (o capitão da equipe espanhola, Sergi Bruguera) acredita que estou pronto, e eu acredito também", completou Nadal.

Ferrer também deu entrevista coletiva nesta quinta-feira e qualificou este embate com os alemães como "muito igualado", assim como destacou que a adversária "também está entre as favoritas" a conquistar o título desta edição da Davis.

ITÁLIA X FRANÇA

Quem levar a melhor nestas quartas de final em Valência terá pela frente na semifinal os vencedores do confronto entre França e Itália, que se enfrentam também em piso de saibro, em Gênova, onde sorteio realizado nesta quinta indicou que Andreas Seppi enfrentará Lucas Pouille no primeiro duelo desta série melhor de cinco.

Em seguida, Fabio Fognini e Jeremy Chardy se encaram no segundo jogo de simples que fechará a sexta-feira, antes de o confronto de duplas de sábado contar com Paolo Lorenzi e Simone Bolelli medindo forças com Pierre-Hughes Herbet e Nicolas Mahut. Já o domingo prevê a inversão dos duelos individuais de sexta, com Fognini abrindo o dia contra Pouille e depois Seppi fechando contra Chardy.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.