Nadal vence batalha contra Verdasco e vai à final na Austrália

Número 1 do mundo precisou de mais de cinco horas para despachar adversário; decisão será contra Federer

AE, Agencia Estado

30 de janeiro de 2009 | 12h31

O espanhol Rafael Nadal precisou jogar como poucas vezes em sua carreira para chegar à final do Aberto da Austrália. Numa semifinal épica, com 5 horas e 14 minutos de duração, o jogo mais longo da história da competição, ele derrotou seu compatriota Fernando Verdasco por 3 sets a 2, com parciais de 6/7 (4/7), 6/4, 7/6 (7/2), 6/7 (1/7) e 6/4, e vai enfrentar Roger Federer no domingo, em busca de seu primeiro título no torneio.Veja também:Nadal revela que chorou de tensão contra Verdasco  Vitória de Rafael Nadal supera recorde por três minutos Federer vence freguês Roddick e vai à final na AustráliaSerena é a esportista mais premiada da históriaSerena e Safina vão à final do Aberto da AustráliaVerdasco, que já havia eliminado o número 4 do mundo, Andy Murray, e o número 6, Jo-Wilfried Tsonga, tomou a iniciativa do jogo o tempo todo - tática que pode ser medida pelas estatísticas: acertou 95 winners e cometeu 76 erros não-forçados, enquanto Nadal teve 52 bolas vencedoras e 25 erros. Verdasco também forçou mais o saque: fez 20 aces contra 12, mas cometeu quatro duplas faltas contra três, inclusive no ponto decisivo.Depois de um primeiro set sem quebras, Verdasco levou a melhor no tie-break, mas Nadal empatou o jogo em seguida. E deu a impressão de que, a partir dali, venceria facilmente o jogo, quebrando o saque do rival logo no segundo game do terceiro set. Verdasco, porém, devolveu a quebra em seguida, fato de se repetiria no sexto e no sétimo games. No desempate, Nadal foi mais consistente e fez 2 sets a 1.O quarto set foi marcado pelo domínio dos dois tenistas na hora do saque, a ponto de nenhum deles ter conseguido obter sequer um break point. No tie-break, Verdasco dominou e fechou em 7/1, empatando novamente a partida.No set decisivo, Nadal ameaçou o serviço do adversário várias vezes, sem sucesso, enquanto confirmada seus saques com facilidade. No décimo game, Verdasco mostrou nervosismo e cansaço e cometeu três erros seguidos, inclusive uma dupla falta, permitindo a Nadal abrir 0/40. Depois de bons saques, Verdasco salvou dois match points, mas uma nova dupla falta definiu a partida, para alívio de Nadal e chateação da torcida, que, encantada com o espetáculo, lamentou o fim da mais longa partida da história do Aberto da Austrália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.