Mike Frey / AFP
Mike Frey / AFP

Nadal vence sem jogar e enfrenta finlandês na semifinal em Melbourne

Holandês Tallon Griekspoor desiste por lesão e espanhol avança; adversário será Emil Ruusuvuori

Redação, Estadão Conteúdo

07 de janeiro de 2022 | 10h16

O espanhol Rafael Nadal teve uma sexta-feira bem tranquila e sequer precisou entrar em quadra para alcançar as semifinais do ATP 250 de Melbourne, que serve de preparação para o Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano. Cabeça de chave número 1, ele contou com a desistência do holandês Tallon Griekspoor, que teve uma lesão no pé e seria seu adversário nas quartas de final.

Depois de vencer seu primeiro teste no retorno às quadras, batendo o lituano Ricardas Berankis em sets diretos, Nadal acabou desistindo das duplas para se poupar e agora ganhou um tempo extra até seu próximo compromisso, que será na semifinal contra o finlandês Emil Ruusuvuori, que passou fácil pelo eslovaco Alex Molcan com as parciais de 6/2 e 6/1.

Atual número 95 do mundo, o finlandês de 22 anos enfrentará Nadal pela primeira vez no circuito profissional. Será apenas o quinto confronto de Ruusuvuori contra um Top 10 - o espanhol é o sexto do ranking da ATP -, mas seu retrospecto diante de rivais deste porte não é nada ruim, com duas vitórias e duas derrotas. Ele já venceu o austríaco Dominic Thiem em 2019, pelo zonal da Copa Davis, e bateu o alemão Alexander Zverev no Masters 1000 de Miami do ano passado.

Do outro lado, Nadal não perde para um tenista de ranking tão baixo desde 2017, quando foi superado de virada nas oitavas de final do Masters 1000 de Montreal pelo canadense Denis Shapovalov, que naquele momento era apenas o 143.º do mundo.

Na chave de duplas, a campanha do brasileiro Marcelo Melo e do croata Ivan Dodig em Melbourne ganhou um novo capítulo nesta sexta-feira. Cabeças de chave número 1, eles fizeram valer o favoritismo contra o húngaro Marton Fucsovics e Tommy Paul triunfando em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/2.

Depois de gastarem apenas 68 minutos para carimbar a vaga nas semifinais do torneio, Melo e Dodig terão um páreo bem mais duro pela frente. Os próximos rivais serão o uruguaio Ariel Behar e o equatoriano Gonzalo Escobar, quarta dupla mais bem cotada, que bateu o americano Steve Johnson e o japonês Yoshihito Nishioka com o placar final de 7/6 (7/5) e 6/3.

EM ADELAIDE

Em outro ATP 250 desta semana também em solo australiano, em Adelaide, o francês Gael Monfils, principal favorito ao título, conquistou mais uma boa vitória. Depois de ceder apenas três games em sua estreia, nesta sexta-feira ele deixou cinco pelo caminho no duelo contra o americano Tommy Paul, vencendo com parciais de 6/4 e 6/1.

"Foi difícil, tive uma ótima largada, mas então ele me quebrou de volta. Acho que estava me apressando um pouco no primeiro saque e precisava de um pouco mais de tempo para ter pontos livres. Depois que acertei isso, me senti ótimo", analisou Monfils.

Quem também passou pelas quartas de final sem grande dificuldade foi o croata Marin Cilic, que novamente sacou demais, vencendo 25 dos 29 pontos disputados com o saque. Assim como Monfils, ele perdeu só cinco games e selou sua vitória para cima do sérvio Laslo Djere com o placar final de 6/3 e 6/2.

"Servi muito bem. As quadras aqui são bem rápidas e acho que isso é bom para o meu jogo. Para mim, essas partidas são incrivelmente valiosas e espero continuar com vitórias. Definitivamente, isso tudo pode aumentar a minha confiança", afirmou o cabeça de chave 3, que enfrentará agora o russo Karen Khachanov, que bateu o belorusso Egor Gerasimov por 7/5 e 6/3.

Tudo o que sabemos sobre:
Rafael NadalEmil Ruusuvuoritênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.