Nadal volta a ser campeão após quase um ano de jejum

Depois de quase um ano sem erguer um troféu de campeão, Rafael Nadal voltou aos grandes momentos do tênis e conquistou o título do Masters Series de Indian Wells, ao bater na final a revelação sérvia, Novak Djokovic, por 6/2 e 7/5. A última vez em que o tenista espanhol havia vencido um campeonato foi justamente em Roland Garros, em junho do ano passado. Depois chegou a final de Wimbledon e iniciou então um jejum. A vitória veio numa hora importante. Afinal, até Roland Garros, Nadal defende 2.525 pontos e com a vitória deste domingo soma 500. ?Estou até um pouco nervoso, pois há vários meses não falo em público?, disse Nadal, referindo-se ao fato de ter ficado tanto tempo fora das cerimônias de premiação. A boa surpresa ficou para a descontração de Novak Djokovic, jogador de apenas 19 anos de muito talento e bom humor. Revelou-se entusiasmado com a sua primeira final de um Masters Series e, especialmente, com a sua chegada ao grupo dos top ten, pela primeira vez na carreira. E no discurso de agradecimento não se esqueceu de fazer ironia à presença do alemão Boris Becker, uma lenda de tênis, tricampeão de Wimbledon. ?Quando ainda a minha mãe estava me dando leite já podia ver Becker pela televisão ganhando os torneios de Wimbledon. Agora é uma honra receber um troféu de suas mãos.? Se para Djokovic a campanha em Indian Wells foi um cartão de apresentação para o mundo do tênis, confirmando sua condição de um dos mais promissores jogadores da nova geração, para Nadal o título em Indian Wells serviu como um alívio. Este ano, por exemplo, o espanhol teve campanhas decepcionantes. Foi as quartas de final em Dubai e no Aberto da Austrália, e caiu nas primeiras rodadas de Chennai e Sydney. Agora parte para o Masters de Miami muito mais confiante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.