Nadal volta a ser nº 2 do ranking e Djokovic cai para 4º; brasileiros sobem

No ranking de duplas, Marcelo Melo e polonês perdem a chance de liderar, enquanto Bruno Soares ganha posições

Estadão Conteúdo

12 de junho de 2017 | 09h50

Campeão em Roland Garros pela décima vez na carreira, Rafael Nadal foi confirmado nesta segunda-feira como o novo vice-líder do ranking da ATP. O tenista espanhol ganhou dois postos na lista, sua melhor posição desde outubro de 2014, empurrando o sérvio Novak Djokovic para o quarto lugar. Dois dos três brasileiros mais bem colocados no ranking também ganharam posições.

Nadal chegou aos 7.285 pontos, ainda insuficiente para alcançar o escocês Andy Murray. Derrotado na semifinal, o britânico segue com folga na liderança, com seus 9.890. O suíço Stan Wawrinka, algoz de Murray na semi e derrotado por Nadal na final, sustentou a terceira colocação, com 6.175 pontos.

Com poucos pontos para defender na segunda metade da temporada, o campeão de Roland Garros já avisou que o retorno ao topo é a sua próxima meta. "Estou jogando bem. Já venci o torneio mais importante para mim no ano. Ganhando estes torneios você tem chances de se tornar o número 1 do ranking", dissera Nadal, que liderou a lista da ATP pela última vez em julho de 2014.

Para tanto, ele já deixou Djokovic para trás. O sérvio, sem empolgar os fãs neste ano, caiu para o quarto lugar, sua pior colocação em sete anos. Em Paris, ele se despediu nas quartas de final, diante do austríaco Dominic Thiem. Ausente em Roland Garros, o suíço Roger Federer manteve a quinta colocação.

Outra mudança no Top 10 foi a troca de posições entre Thiem e o croata Marin Cilic, novo número sete do mundo. O austríaco caiu para o oitavo lugar. Em sexto aparece o canadense Milos Raonic. O japonês Kei Nishikori e o alemão Alexander Zverev, mesmo com a derrota na estreia, sustentaram a nona e a décima colocações, respectivamente.

Entre os brasileiros, Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva ganharam posições. O número 1 do Brasil subiu quatro postos, para o 57º lugar. Rogerinho foi ainda melhor. Galgou sete colocações: 72º. Thiago Monteiro, por sua vez, perdeu um lugar e caiu para o 96º posto. O trio foi eliminado na segunda rodada em Paris.

NAS DUPLAS

Com chances de se tornar o número 1 do mundo nesta semana se tivesse ido mais longe em Roland Garros, Marcelo Melo estacionou na quarta colocação, após cair na segunda rodada. Apesar disso, ele e o polonês Lukasz Kubot seguem na posição de melhor dupla da temporada até agora.

Bruno Soares, por sua vez, subiu duas posições, para o sétimo lugar. Ele e o escocês Jamie Murray foram eliminados nas quartas de final. No ranking da temporada, Soares e Murray perderam uma posição e agora figuram na sétima colocação.


Confira a lista dos 20 primeiros colocados do ranking de simples:

1º - Andy Murray (ESC), 9.890 pontos

2º - Rafael Nadal (ESP), 7.285

3º - Stan Wawrinka (SUI), 6.175

4º - Novak Djokovic (SER), 5.805

5º - Roger Federer (SUI), 4.945

6º - Milos Raonic (CAN), 4.450

7º - Marin Cilic (CRO), 4.115

8º - Dominic Thiem (AUT), 3.985

9º - Kei Nishikori (JAP), 3.830

10º - Alexander Zverev (ALE), 3.070

11º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 3.040

12º - Grigor Dimitrov (BUL), 2.980

13º - David Goffin (BEL), 2.785

14º - Tomas Berdych (RCH), 2.570

15º - Gael Monfils (FRA), 2.545

16º - Lucas Pouille (FRA), 2.365

17º - Pablo Carreño Busta (ESP), 2.360

18º - Jack Sock (EUA), 2.335

19º - Roberto Bautista Agut (ESP), 2.155

20º - Nick Kyrgios (AUS), 2.110

57º - Thomaz Bellucci (BRASIL), 862

72º - Rogério Dutra Silva (BRASIL), 708

96º - Thiago Monteiro (BRASIL), 546

147º - João Souza (BRASIL), 379

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.