Facundo Arrizabalaga/EFE
Facundo Arrizabalaga/EFE

Nadal volta a vencer com facilidade e avança à 3ª rodada em Wimbledon

Espanhol elimina Donald Young por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/4 e 7/5

Estadao Conteudo

05 de julho de 2017 | 17h34

Depois de atropelar o australiano John Milmann em sua estreia em Wimbledon em uma partida na qual o seu adversário ganhou apenas seis games, Rafael Nadal voltou a vencer com facilidade para ir à terceira rodada do Grand Slam inglês. No jogo que fechou a programação desta quarta-feira da chave de simples masculina em Londres, o tenista espanhol derrotou o norte-americano Donald Young por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/4 e 7/5, em 2h11min de confronto.

Assim, Nadal se credenciou para enfrentar na próxima fase o russo Karen Khachanov, que horas mais cedo eliminou Thiago Monteiro com uma vitória por 3 sets a 1, de virada, deixando o Brasil agora sem mais nenhum representante no torneio masculino de simples de Wimbledon.

Campeão do Grand Slam inglês em 2008 e 2010 e vice-campeão em 2006, 2007 e 2011, Nadal tenta voltar a ganhar o mais importante torneio de tênis realizado em quadras de grama em meio a uma temporada na qual acumula quatro títulos e avançou às finais do Aberto da Austrália e de Roland Garros, tendo sido batido por Roger Federer na decisão em Melbourne e faturado o seu histórico décimo troféu em Paris.

Nadal, por sinal, acumula uma incrível sequência de 27 sets seguidos vencidos em torneios de Grand Slam, pois ele ganhou a última edição de Roland Garros ganhando sete jogos sem perder nenhuma parcial, totalizando assim 21 sets na capital francesa, antes de agora contabilizar mais seis em Londres. A última vez que ele perdeu um set na série de quatro torneios mais importantes do circuito profissional foi justamente na decisão do Aberto da Austrália, onde sucumbiu em uma partida épica de cinco parciais contra o suíço.

Atual vice-líder do ranking mundial, Nadal tem chance de terminar esta edição de Wimbledon como novo número 1 do mundo. Para isso, ele precisa chegar ao menos até a decisão, sendo que o seu lado da chave em Londres prevê um possível confronto com o britânico Andy Murray, atual primeiro colocado da ATP e que horas mais cedo também assegurou classificação à terceira rodada.

Para dar novo passo rumo ao sonhado tricampeonato de Wimbledon, o espanhol foi dominante durante quase toda a partida diante de Donald Young, hoje o 43º colocado do ranking mundial. Além de aproveitar cinco de nove chances de quebrar o saque do norte-americano, ele só foi superado com o serviço na mão em um dos três break points conseguidos pelo adversário.

Nadal ganhou 80% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro saque, com o qual contabilizou quatro aces. Ele ainda acumulou 38 winners e 16 erros não forçados, contra 31 bolas vencedoras e 22 erros de Young.

Contra Khachanov na terceira rodada, Nadal irá travar um duelo inédito no circuito profissional, sendo que o russo é uma promessa de 21 anos de idade e que já ocupa a 34ª posição do ranking mundial. Vice-campeão na grama de Halle há menos de duas semanas, quando só foi cair na final contra Federer, o russo é considerado um adversário perigoso no caminho do espanhol em Londres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.