Nalbandian diz que teve 'sorte' para vencer Almagro

Sem mostrar muito entusiasmo por ter superado Nicolas Almagro, dono de três títulos do Brasil Open, o tenista argentino David Nalbandian elogiou o adversário e avaliou que teve "sorte" nos momentos importantes na vitória por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 3/6 e 7/6 (7/3), na noite desta sexta-feira, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

FELIPE ROSA MENDES E NATHALIA GARCIA, Agência Estado

15 de fevereiro de 2013 | 21h57

"Ele é um grande sacador e ganhou muitos pontos com saque. Creio que tive sorte de jogar bem nos momentos importantes e, por isso, ganhei", resumiu Nalbandian, que já foi o número 3 do mundo e hoje ocupa apenas a 93ª colocação do ranking.

Agora, ele projeta um caminho complicado pela frente contra o italiano Simone Bolelli na semifinal, que será disputada neste sábado. "Espero uma partida difícil. As condições deixam as coisas muito equilibradas. Preciso estar bem da cabeça e dar o melhor possível", disse o argentino de 31 anos, que não disputava um torneio da ATP desde agosto.

As condições atmosféricas encontradas na capital paulista também foram levadas em consideração por Almagro. "A altitude faz com que seja difícil jogar aqui, o jogo fica mais rápido. Não estava muito bem em quadra. Mas isso não é desculpa. Agora tenho que seguir trabalhando", disse o espanhol.

Número 11 do mundo, Almagro ainda aponta a motivação e o talento do adversário como determinantes para sua eliminação no torneio. "Tenho que felicitar o David por voltar dessa forma depois de tanto tempo. É de se admirar. Sabia que seria um jogo difícil. Na minha opinião, ele é um dos jogadores mais talentosos do circuito, um dos grandes do tênis mundial", declarou.

DUPLAS - Também na noite desta sexta-feira, o italiano Fábio Fognini desistiu da disputa da semifinal da chave de duplas, após sofrer uma contusão muscular - ele estava jogando ao lado do compatriota Simone Bolelli. Assim, os checos Frantisek Cermak e Michal Mertinak avançam para a final sem precisar jogar. Na decisão do título, marcada para domingo, irão enfrentar o brasileiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBrasil OpenNalbandian

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.