Sebastião Moreira/EFE
Sebastião Moreira/EFE

Nalbandian vence italiano e vai à final do Brasil Open

Tenista argentino confirmou o favoritismo e bateu Simon Bolelli por 2 sets a 0

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

16 de fevereiro de 2013 | 17h53

David Nalbandian confirmou o favoritismo neste sábado e garantiu sua vaga na final do Brasil Open, em um lotado Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. O tenista argentino, ex-número 3 do mundo, derrotou o italiano Simon Bolelli por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5, em 1 hora e 25 minutos de partida.

Seu adversário na decisão, marcada para as 13 horas deste domingo, sairá do confronto entre o espanhol Rafael Nadal, grande estrela da disputa em São Paulo, e o argentino Martin Alund, sensação do torneio - o duelo será disputado ainda neste sábado. Nalbandian chega à final em sua segunda participação no Brasil Open. No ano passado, o atual número 93 do ranking parou nas quartas de final.

Desta vez, o argentino fez duelos complicados contra o chileno Jorge Aguilar na estreia e contra o espanhol Nicolas Almagro, tricampeão do Brasil Open, nas quartas de final. As vitórias conquistadas em difíceis batalhas garantiram a simpatia da torcida brasileira. Neste sábado, o Ibirapuera estava lotado, com amplo domínio dos fãs de Nalbandian.

A final marca um bom retorno de Nalbandian às quadras. Ele ficou afastado nos últimos cinco meses por causa de lesão. Sua última decisão aconteceu no traumático Torneio de Queens, na grama londrina. Na ocasião, o argentino vencia a partida quando errou uma devolução e descontou sua raiva em uma placa de patrocinador. Acabou atingindo e machucando um juiz de linha. Como punição, foi desclassificado e teve que se contentar com o vice-campeonato.

O JOGO

Contando novamente com o apoio da torcida brasileira, Nalbandian começou melhor e quebrou o saque do rival logo no segundo game. Diante dos erros do italiano, não demorou para abrir 4/0. Bolelli, então, reagiu e devolveu uma das quebras. Mas o argentino não teve dificuldade para administrar a vantagem até fechar o set em 30 minutos.

O segundo set foi mais equilibrado por causa da irregularidade do argentino e do crescimento do italiano. Bolelli, então, conseguiu uma quebra no quarto game e abriu 3/1. O argentino, porém, reagiu rapidamente e devolveu a quebra logo em seguida.

Embalado, Nalbandian faturou nova quebra, abriu 4/3 e parecia encaminhar a vitória sem sobressaltos. No entanto, voltou a cometer erros em sequência e cedeu empate ao rival. Mas o italiano não aproveitou seu bom momento na partida e sofreu nova quebra de saque. O argentino, então, só precisou confirmar seu saque para avançar à final.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBrasil OpenNalbandian

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.