Chang W. Lee / NYT
Chang W. Lee / NYT

Naomi Osaka salta para o 7º lugar do ranking após título no US Open

Vice-campeã, Serena sobe dez posições; Beatriz Haddad Maia ganha quatro colocações

Estadão Conteúdo

10 Setembro 2018 | 11h17

Mais nova campeã de Grand Slam do circuito feminino, a japonesa Naomi Osaka deu um salto de 12 posições no ranking da WTA e entrou no Top 10 pela primeira vez em sua curta carreira. A tenista de 20 anos figura agora na sétima colocação, no embalo do troféu conquistado no US Open, no sábado.

Após despachar a veterana Serena Williams por 2 sets a 0 na grande final, Osaka chegou aos 4.115 pontos e quebrou a barreira do Top 10. A japonesa já vinha em bom momento na temporada, com o título do Torneio de Indian Wells, em março. Agora está a cerca de 400 pontos da ucraniana Elina Svitolina, sexta colocada.

No sábado, em sua primeira final de Grand Slam, Osaka não precisou somente vencer Serena em quadra. A jovem tenista precisou resistir às vaias e pressões da torcida, irritada com as discussões entre a favorita Serena e o árbitro de cadeira, o português Carlos Ramos. Por uma série de infrações, a tenista casa perdeu ponto e até um game no segundo set, o que gerou vaias até durante a cerimônia de premiação.

Com o vice-campeonato, Serena ganhou dez posições no ranking e subiu para o 16º posto. Se tivesse vencido a final, poderia ter retornado ao Top 10. A norte-americana, que buscava igualar o recorde de 24 títulos da australiana Margaret Court, chegou a figurar em 491º em março deste ano, quando voltava ao circuito.

O US Open não alterou as duas primeiras posições no ranking. Mesmo eliminada logo na estreia, a romena Simona Halep sustentou a liderança. A dinamarquesa Caroline Wozniacki segue em segundo lugar. A primeira novidade do Top 10 é a subida da alemã Angelique Kerber, campeã de Wimbledon, para o terceiro posto.

A quarta colocada também é novidade. A francesa Caroline Garcia obteve nesta segunda sua melhor colocação da carreira. A checa Petra Kvitova manteve o quinto posto, sendo seguida de perto por Svitolina, que ganhou um posto. Após Osaka, a checa Karolina Pliskova é a oitava colocada.

Sem defender os pontos do título do ano passado, a norte-americana Sloane Stephens caiu seis posições, para o nono lugar. A letã Jelena Ostapenko fecha o Top 10, sem mudar sua posição.

Entre as brasileiras, Beatriz Haddad Maia subiu quatro posições, apesar da queda na estreia no Torneio de Chicago, na semana passada. A número 1 do Brasil é agora a 126ª do mundo.

Com uma boa distância para Bia, Nathaly Kurata subiu duas posições e agora figura em 434º lugar. Carol Meligeni é a terceira melhor brasileira no ranking, em 457º, após perder quatro posições. E Thaísa Pedretti, que faz neste ano sua estreia entre as profissionais, aparece no 478º.

 

Confira a lista das 20 primeiras colocadas do ranking:

1.º - Simona Halep (ROM), 8.061 pontos

2.º - Caroline Wozniacki (DIN), 5.975

3.º - Angelique Kerber (ALE), 5.425

4.º - Caroline Garcia (FRA), 4.725

5.º - Petra Kvitova (RCH), 4.585

6.º - Elina Svitolina (UCR), 4.555

7.º - Naomi Osaka (JAP), 4.115

8.º - Karolina Pliskova (RCH), 4.105

9.º - Sloane Stephens (EUA), 3.912

10.º - Jelena Ostapenko (LET), 3.787

11.º - Julia Görges (ALE), 3.730

12.º - Kiki Bertens (HOL), 3.380

13.º - Daria Kasatkina (RUS), 3.355

14.º - Garbiñe Muguruza (ESP), 3.330

15.º - Elise Mertens (BEL), 3.170

16.º - Serena Williams (EUA), 2.976

17.º - Ashleigh Barty (AUS), 2.850

18.º - Madison Keys (EUA), 2.692

19.º - Anastasija Sevastova (LET), 2.600

20.º - Aryna Sabalenka (BIE), 2.320

126.º - Beatriz Haddad Maia (BRA), 484

434.º - Nathaly Kurata (BRA), 84

457.º - Carolina Meligeni Alves (BRA), 77

478.º - Thaísa Grana Pedretti (BRA), 71

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.